Germano espera posição do Santos

O goleiro Carlos Germano pretende resolver logo sua situação com o Santos. Ele tem contrato de mais um ano com o clube e, no início deste ano, resistiu à proposta de redução salarial feita pelos dirigentes santistas e foi emprestado à Portuguesa de Desportos. "Tenho três alternativas", disse ele, esclarecendo que a primeira é jogar em 2002 na Vila Belmiro, cumprindo seu compromisso até o fim. Outra é a renovação do empréstimo com a Lusa e a última é a rescisão contratual "para seguir minha ida em outro lugar".A possibilidade de Carlos Germano permanecer na Vila, porém, é remota: para isso, terá que discutir outra vez uma redução salarial e abrir mão de parte dos R$ 250 mil mensais previstos no contrato inicial. Por outro lado, Fábio Costa poderá ser negociado, já que os dirigentes cansaram de seus atos de indisciplina, restando apenas Pitarelli.Indefinida a situação da titularidade do gol santista, os torcedores terão que aguardar a diretoria iniciar as mudanças na próxima temporada para conhecer de fato o novo goleiro da equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.