Jéssica Maldonado/Grêmop FBPA
Jéssica Maldonado/Grêmop FBPA

Geromel e Kannemann desfalcam treino, mas são relacionados no Grêmio

Defensores foram poupados, mas devem enfrentar o Caxias

Estadao Conteudo

04 Fevereiro 2017 | 13h58

O técnico Renato Gaúcho comandou na manhã deste sábado o último treino do Grêmio para a partida de domingo diante do Caxias, fora de casa, pelo Campeonato Gaúcho. Os principais desfalques ficaram por conta dos zagueiros Pedro Geromel e Kannemann, que realizaram trabalhos específicos.

De acordo com a assessoria do Grêmio, os defensores foram apenas poupados, trabalharam no vestiário e não enfrentam nenhum problema físico mais grave. Por isso, foram relacionados e a tendência é que entrem em campo normalmente para encarar o Caxias.

Outro que ficou de fora da atividade deste sábado foi o atacante Fernandinho. Autor do segundo gol no triunfo por 2 a 0 sobre o Ypiranga, na estreia, o jogador torceu o tornozelo na atividade de quinta-feira, não se recuperou plenamente e também foi poupado. Apesar disso, está à disposição de Renato para este domingo.

A novidade do treinamento ficou por conta do lateral Léo Moura. Contratado para esta temporada, o jogador de 38 anos se recuperou de problema físico e voltou a trabalhar ao lado dos companheiros. Apesar disso, ficou de fora da lista de relacionados para encarar o Caxias.

Sem novidades, Renato deve repetir a escalação da estreia para encarar o Caxias e levar o Grêmio a campo com: Marcelo Grohe; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Maicon, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha; Luan.

Confira a lista de relacionados do Grêmio:

Goleiros: Bruno Grassi e Marcelo Grohe

Zagueiros: Bressan, Geromel, Kannemann e Thyere

Laterais: Bruno Cortez, Leonardo Gomes e Marcelo Oliveira

Volantes: Kaio, Jaílson, Maicon, Michel e Ramiro

Meias: Douglas, Lincoln e Maxi Rodríguez

Atacantes: Everton, Fernandinho, Jael, Luan, Miller Bolaños e Pedro Rocha

Mais conteúdo sobre:
Grêmio futebol grêmio grêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.