Gerrard revela que pode deixar o Liverpool no fim da temporada

Gerrard revela que pode deixar o Liverpool no fim da temporada

Volante de 34 anos afirma que ainda não foi procurado pelo clube para renovar contrato e descarta aposentadoria no fim da temporada

Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2014 | 09h52

Um dos maiores ídolos da história do Liverpool, Steven Gerrard admitiu a possibilidade de deixar o clube 16 anos depois de estrear profissionalmente pela equipe. Em entrevista ao jornal Daily Mail, o meio campista admitiu publicamente que ainda não foi procurado para renovar seu contrato, mesmo com ele se encerrando em junho de 2015.

"No momento, eu estou aqui até o fim da temporada que vem e farei as mesmas coisas. Eu certamente não irei me aposentar agora. Nós teremos de esperar para ver se irei continuar minha carreira no Liverpool ou em outro lugar. Essa decisão é do Liverpool. Se eles não me quiserem, então eu irei ver outros lugares", afirmou o jogador, passando a responsabilidade da continuidade da sua carreira em Anfield para o time vermelho. 

Mesmo assim, Gerrard afirmou que gostaria de ficar e diz que continuará trabalhando normalmente. "Eu só posso me preocupar com esta temporada porque tenho acordo com o clube até maio", revelou.

Na mesma entrevista Gerrard criticou o que classificou como decisão política da Fifa de não incluir Luis Suárez, seu ex-companheiro no Liverpool, na lista inicial de 23 jogadores indicados ao Prêmio Bola de Ouro. O atacante foi suspenso pela Fifa por quatro meses após morder o italiano Giorgio Chiellini durante partida da última Copa do Mundo, mas foi adquirido pelo Barcelona junto ao Liverpool por 75 milhões de libras (aproximadamente R$ 289 milhões) após levar o seu time ao vice-campeonato inglês na última temporada.

"Ele marcou 31 gols e foi eleito o melhor jogador da mais difícil liga do mundo. Então você pode me dizer como ele não está na lista da Bola de Ouro? É incrível. Ele deveria estar lutando com Cristiano Ronaldo por ela. Isso é um fato. Eu não posso acreditar, mas essa é a política no futebol", criticou Gerrard.

Gerrard atua pelo Liverpool desde 1987, quando entrou nas categorias de base do clube, com apenas sete anos. O jogador fez sua estreia profissional contra o Blackburn, dez anos depois e desde 2003 é capitão do time, que é o único em que atuou por toda a sua carreira. O meio campista também foi o líder da seleção inglesa na última Copa do Mundo, no entanto, com a eliminação precoce na primeira fase e a idade avançada, o atleta se aposentou da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.