Nicolas Tucat/AFP
Nicolas Tucat/AFP

Gerson briga com técnico na França; torcida do Flamengo se movimenta nas redes para sua volta

Jogador se desentende com novo treinador do Olympique Marselha, Igor Tudor, por conta do método rigoroso de comando do croata

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2022 | 16h52

A pré-temporada do Olympique Marselha não tem sido fácil. No início do mês, Jorge Sampaoli, que comandava a equipe, pediu demissão repentinamente. Agora foi a vez de outro conhecido da torcida brasileira arrumar problemas no clube. O meio-campista Gerson, ex-Flamengo, entrou em rota de colisão com o substituto do treinador argentino e brigou com o novo comandante da equipe, o croata Igor Tudor.

Durante um treinamento na última terça-feira, atleta discutiu com o treinador. De acordo com o jornal francês La Provence, Gerson parece não ter se adapatado aos métodos rigorosos de trabalho impostos por Tudor. Se a informação não foi bem recebida pelos franceses, a torcida do Flamengo enxergou a rusga como uma oportunidade perfeita de pedir a volta do atleta, que defendeu a equipe da Gávea entre 2019 e 2021, colecionando títulos, como a Copa Libertadores (2019) e o Bi-Brasileiro (2019 e 2020).

Após a polêmica ganhar grande repercussão nas redes sociais, o atleta tratou de utilizar sua conta no Instagram para colocar panos quentes na situação. Em francês, o atleta confirmou que discutiu com o treinador, mas que tudo o que acontece é feito "pensando no bem do Olympique".

"Todos juntos, pensando no bem do Olympique. Continuamos a trabalhar para crescer, evoluir e fazer uma boa temporada. As conversas são para o crescimento do trabalho. Vamos juntos em busca de conquistas", escreveu.

Apesar da tentativa de apaziguar a situação, a torcida flamenguista seguiu pedindo a volta do atleta, com frases como "volta coringa" e escritos revelando "saudade". Vice-campeão francês na última temporada, o Olympique Marselha encerra sua pré-temporada neste domingo em amistoso contra o Milan


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.