Geert Vanden Wijngaert/AP
Geert Vanden Wijngaert/AP

Gervinho pede desculpas por expulsão na Copa Africana

Jogador marfinense agrediu Naby Keita com um golpe no rosto. Meia desfalca seleção para duelo diante de Mali, no sábado

Estadão Conteúdo

21 de janeiro de 2015 | 15h13

O descontrole emocional de Gervinho na última terça-feira prejudicou a seleção da Costa do Marfim na estreia da Copa Africana de Nações. A equipe era derrotada pela Guiné por 1 a 0, quando, aos 13 minutos do segundo tempo, o meia da Roma foi expulso por agredir o jogador adversário Naby Keita com um golpe no rosto.

Menos mal para a Costa do Marfim que, mesmo com um homem a menos, o empate saiu aos 27 minutos, com Doumbia. Ainda assim, Gervinho reconheceu seu erro e pediu desculpas nesta quarta. "Quero dizer desculpas à nação marfinense, meus companheiros de equipe, os fãs e organizadores da Copa Africana de Nações por este gesto de raiva, que não me representa, que não representou como sou e que não tem lugar no futebol", escreveu em sua página no Twitter.

Com a expulsão, Gervinho é desfalque certo para o duelo marfinense diante de Mali, neste sábado. O jogador, no entanto, ainda corre o risco de ser suspenso por um período maior pela Confederação Africana de Futebol se a entidade entender que ele teve uma conduta violenta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.