C. Gavelle / PSG
C. Gavelle / PSG

Gigantes em seus países, PSG, de Neymar, e City, de Guardiola, iniciam duelo para conquistar Europa

Equipes, que se enfrentam no jogo de ida pela semifinal nesta quarta-feira, ainda não conquistaram o título da Liga dos Campeões

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2021 | 05h00

Paris Saint-Germain e Manchester City são gigantes na França e Inglaterra, respectivamente, mas ambos os clubes buscam entrar para o hall dos grandes times da Europa. Para isso, eles precisam do primeiro título continental ao qual se enfrentam, nesta quarta-feira, em Paris, pelo primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões. Quem vencer terá como rival na decisão Real Madrid ou Chelsea.

O técnico Mauricio Pochettino apontou que o PSG está confiante, após eliminar o Bayern de Munique nas quartas de final. "Esta é a competição mais importante depois do Mundial. Sabemos que vamos enfrentar uma das melhores equipes do mundo, mas estamos preparados da melhor forma", disse o treinador argentino, em entrevista coletiva.

Ao seu lado na bancada, Pep Guardiola, comandante do time inglês, também esbanjou otimismo. "Não pertencemos à elite desta competição, não temos muita história, mas queremos passar a pertencer. Temos de atuar como sabemos jogar", afirmou o treinador espanhol, destacando a importância também em ganhar o Campeonato Inglês. "É o nosso torneio mais importante e sábado poderemos ganhar o título contra o Crystal Palace."

Guardiola lembrou de um conselho dado pelo astro Johan Cruyff, seu técnico no Barcelona. "Quando se atinge este nível no futebol, você só não pode fazer uma coisa: deixar de desfrutar cada momento", afirmou. "Quero ver em minha equipe gostando da pressão, das responsabilidades. É neste momento que os grandes jogadores aparecem."

 


Neymar também participou da entrevista coletiva e afirmou estar em sua temporada mais feliz no time francês. "Estou feliz e bem fisicamente. O PSG tem crescido muito. Ano passado fomos finalistas e este ano vamos com tudo para conseguir o título", disse o brasileiro, um dos astro do time francês, ao lado de Mbappé.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.