Jon Super/AP
Jon Super/AP

Giggs se aposenta oficialmente e é confirmado como auxiliar de Van Gaal

Ídolo no clube inglês, ex-jogador se prepara para assumir nova função na equipe

O Estado de S. Paulo , Agência Estado

19 de maio de 2014 | 12h49

MANCHESTER - Depois de 13 títulos do Campeonato Inglês, dois da Liga dos Campeões, 963 partidas e outros grandes momentos, Ryan Giggs encerrou a sua incrível carreira de 23 anos como jogador do Manchester United, nesta segunda-feira, assumindo o cargo de assistente técnico do novo treinador Louis Van Gaal. No comando do United desde abril, quando David Moyes foi demitido, Giggs esteve à frente da equipe por quatro rodadas do Campeonato Inglês, conseguindo duas vitórias, um empate e uma derrota.

O jogador mais condecorado da história do futebol britânico fez o anúncio de sua aposentadoria em carta aberta publicada no site oficial do Manchester United, uma hora depois de ter sido confirmado na comissão técnica do clube. "Para mim, hoje um é novo capítulo cheio de muitas emoções - imenso orgulho, tristeza, mas acima de tudo, empolgação para o futuro", disse o agora ex-jogador, de 40 anos.

Giggs foi um dos jogadores mais importantes da maior era de sucesso do Manchester United, sob o comando de Alex Ferguson, e disse que só tem a comemorar nesse momento. "Estou imensamente orgulhoso, honrado e feliz por ter representado o maior clube do mundo 963 vezes e País de Gales 64 vezes", escreveu Giggs, que nunca jogou uma Copa do Mundo.

Giggs está sendo preparado pelo United para ser técnico no futuro, e ele teve um breve vislumbre da vida no banco no final da temporada passada, quando assumiu o time interinamente. Agora, terá a oportunidade de trabalhar ao lado de Van Gaal. "As credenciais de Van Gaal são inigualáveis e eu tenho certeza que o clube vai prosperar sob sua liderança ao longo dos próximos anos".

Ed Woodward,presidente executivo do clube, se mostrou animado com a parceria entre Van Gaal e Giggs."Estou muito feliz que Louis [Van Gaal] escolheu Ryan [Giggs] como seu assistente. O vínculo de Ryan com o clube se estende por mais de duas décadas e seu conhecimento será de grande valia. Além disso, esta é uma oportunidade fantástica para Ryan para aprender seu ofício ao lado de um treinador reconhecido mundialmente".

Van Gaal e Giggs devem começar a trabalhar em conjunto na comissão técnica após a Copa do Mundo, quando a temporada europeia estará prestes a recomeçar. Com uma campanha decepcionante em 2014, o Manchester United terminou o Campeonato Inglês na 7.ª colocação, sem conseguir a classificação para nenhuma competição internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolManchester UnitedRyan Giggs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.