Gil espera dar volta por cima e jogar

"Não vou abrir mão de brigar por posição só porque vem um reforço", disse o atacante Gil, comentando a possível contratação de um centroavante para o Corinthians. Vágner Love, do CSKA, é o desejado. "Várias vezes falaram que eu iria perder lugar, mas dei a volta por cima, não será diferente agora."De qualquer forma, não encararia como o fim do mundo ficar no banco de reservas. "Penso no coletivo, não individualmente. Então, se chegarem outros atletas, espero que possam ajudar."Após duas semanas afastado por contusão, é o mais indicado para fazer dupla com o argentino Carlos Tevez. O técnico Daniel Passarella, no entanto, prefere desconversar e não anunciar a formação que inicia a partida contra o Juventude, neste domingo. "Vou estudar, avaliar melhor", limitou-se a dizer.Apesar de feliz, bem diferente do que estava há pouco mais de um mês, quando perdeu a vaga para Bobô, a paciência do prata da casa Gil parece estar chegando no limite. Seu contrato vence em dezembro e já falou em algumas oportunidades sobre a possibilidade de ir embora. "Temos de sentar (ele e os dirigentes) para ver meu futuro. Não sei se fico aqui até o fim do ano, a intenção é essa, mas vamos ver o que vai acontecer", comentou Gil.O titular vinha sendo Jô, mas o atleta não agradou. Bobô está na seleção sub-20, Wilson teve poucas chances. Outra dúvida para este domingo é o meia Roger. Segunda-feira, o jogador voltou a sentir a lesão muscular que o afastou das últimas partidas. "É bem difícil que ele tenha condições, vamos ver", falou o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.