Gil não será usado em troca com CSKA

Se o Corinthians e a MSI esperam trazer Vágner Love, do CSKA, usando Gil como ?moeda de troca?, podem esquecer. O empresário do atacante corintiano, Gilmar Rinaldi, disse que para a Rússia o seu jogador não vai. "Já tivemos algumas propostas de lá e não aceitamos", avisou o empresário.Segundo Gilmar, no ano passado Gil também recusou uma proposta do Espanyol, da Espanha, porque o plano de carreira organizado pelo empresário estabelecia como primeiro objetivo voltar à Seleção para ser valorizado. E só depois acertar uma transferência para o Exterior.O que levou o Corinthians a pensar na hipótese de oferecer Gil ao CSKA é a questão financeira. Como o seu contrato com o clube vencerá em 31 de dezembro e pelo estatuto do jogador, da Fifa, ele pode assinar um pré-contrato com algum clube do Exterior seis meses antes do final, o Corinthians poderia perder Gil sem receber absolutamente nada.Há outra questão delicada envolvendo o futuro de Gil no Parque São Jorge. Para permanecer no Corinthians o empresário do jogador entende que o jogador deve receber algo compatível com os outros que foram contratados. Como a MSI não deve dar a Gil o mesmo salário que recebem Tevez, Roger e Carlos Alberto, o futuro deve mesmo ser fora do Parque São Jorge.Na chegada de Maringá, nesta quinta, Gil não quis falar sobre uma eventual mudança para a Rússia. "É uma coisa para se conversar, mas até agora ninguém do Corinthians falou comigo sobre isso". Ainda chateado pela derrota da quarta-feira, o atacante disse que foi uma das maiores vergonhas de sua carreira. "Pior do que essa derrota só mesmo aqueles 6 a 1 para o Juventude, na queda do Geninho, em 2004."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.