Gil perdoa Beletti por jogada desleal

Um lance isolado, no início do segundo tempo da decisão do Torneio Rio-São Paulo entre Corinthians e São Paulo, deixou o atacante Gil revoltado. O motivo: uma falta que sofreu do lateral-direito Belletti. Segundo Gil, o rival foi maldoso e desleal, ao derrubá-lo por trás e ainda desferir-lhe um pisão em sua coxa esquerda. "Não quero crucificá-lo, mas às vezes ele tem estes 30 segundos de comportamento estranho em campo. Em lances bobos, te dá cotoveladas, pisões, coisas que só geram violência," bronqueou Gil, que hoje passou a manhã fazendo tratamento na coxa e no pé direito - onde sofria muitas dores por causa de uma outra falta recebida, desta vez por Reginaldo -, no clube. "O Belletti me disse que não deu tempo de brecar, o engraçado é que cai a quase um metro dele. A gente sabe quando é por maldade. E ainda pede desculpas com a maior cara de pau, com ironia. Isto irrita ainda mais. " No momento do lance, o atacante procurou não dar ouvidos ao rival e saiu de perto dele. Para Gil, o possível alvo de Belletti preocupava mais do que o jogo contra o Brasiliense. "Tinha várias alternativas para evitar o choque. Acho que ele queria acertar outra coisa," disse, referindo-se as genitálias. "Graças a Deus que foi na coxa." Depois do desabafo, contudo, Gil disse não mais guardar mágoa do lateral e ainda o desejou boa sorte com a seleção. Sobre o jogo com o Brasiliense, rasgou elogios a força do conjunto do rival, mas fez um adendo. "A força do Corinthians é maior." E não se importa se o rival, assim como no primeiro jogo, anular o lado esquerdo do Corinthians, considerado por muitos, o melhor do Brasil. "Se não tivermos bem, o que duvido, o Rogério, o Deivid e o Leandro, que estão fazendo gols, resolvem do outro." Dinheiro extra - Além do salário que recebe do Corinthians e os prêmios por vitórias e títulos, Gil tem um importante reforço de caixa. Ele é patrocinado pela Nike que, além de lhe fornecer os materiais esportivos, ainda o paga pela divulgação da marca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.