Gil cobra 'pés no chão' no Corinthians e evita falar em título

Zagueiro continua cuidadoso e pede cuidado com o Atlético-MG

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2015 | 13h45

O Corinthians abriu sete pontos de vantagem sobre o vice-líder Atlético-MG no Campeonato Brasileiro, mas o elenco do time paulista segue cuidadoso ao comentar as chances que o clube tem de ser campeão nacional pela sexta vez em sua história. Nesta quarta-feira, o zagueiro Gil foi o retrato da cautela ao ser questionado se a equipe já está "com as mãos na taça" nesta reta final da competição.

"Claro que a gente quer sempre fazer o melhor e consequentemente ser campeão, mas tem muita coisa pela frente e dez rodadas significam muita coisa. Temos de continuar com os pés no chão, com a mesma humildade com que a gente começou o campeonato. A gente sabe que é muito difícil e o Tite tem nos policiado bastante sobre isso", ressaltou o defensor, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Já ao ser perguntado por um repórter se será injusto se o Corinthians não terminar o Brasileirão com a taça de campeão, o jogador lembrou que há outros times de qualidade na luta pelo título, entre elas principalmente o Atlético-MG.

"É difícil falar em injustiça. Todo mundo quer vencer. Claro que abrimos uma vantagem muito boa, mas isso não nos dá a segurança de que vamos ser campeões. A equipe do Atlético está há bastante tempo junta. Temos de continuar determinados, focados e não deixar isso (a boa chance de ser campeão) atrapalhar nosso trabalho", completou.

Em boa fase e convocado pelo técnico Dunga para os dois primeiros jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa de 2018, Gil foi o autor do segundo gol do Corinthians na vitória por 3 a 1 sobre o Figueirense, no último domingo, em Florianópolis. Nesta quarta pela manhã, ele treinou visando o duelo do próximo domingo, contra a Ponte Preta, às 16 horas, em Campinas, pela 29ª rodada do Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.