Gilberto acerta rescisão contratual e deixa o Cruzeiro

O meia/lateral Gilberto não é mais jogador do Cruzeiro. Ele e seu empresário, Reinaldo Pitta, se reuniram com a diretoria cruzeirense na manhã desta terça-feira e, horas depois, o site oficial do clube anunciou a rescisão amigável do contrato do atleta, que se encerraria em dezembro de 2012.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2011 | 13h47

Em sua segunda passagem pelo clube - primeira foi em 1998 -, iniciada em julho de 2009, o experiente jogador, que atuou tanto como meia quanto como lateral, foi um dos destaques da equipe no Campeonato Brasileiro de 2009 e 2010. Nesta temporada, no entanto, passou a alternar bons e maus momentos, o que gerou muitas críticas da torcida cruzeirense.

Gilberto sempre foi conhecido como um jogador tranquilo, mas seu último ano no Cruzeiro foi marcado por polêmicas, principalmente no último mês. Após a partida contra o Palmeiras, no dia 4 de setembro, chegou a afirmar que encerraria a carreira por se sentir perseguido pelo árbitro Leandro Vuaden. Após uma conversa com a diretoria, porém, ele voltou atrás na decisão.

A gota d''água para seu desligamento do clube, no entanto, aconteceu após a partida contra o Santos, no último dia 10. Muito criticado pela torcida no desembarque da delegação em Belo Horizonte, Gilberto afirmou que outros jogadores deveriam ser cobrados, inclusive o "craque da galera", título recebido pelo meia Roger, em votação popular, no Campeonato Mineiro deste ano.

Este, aliás, foi o segundo desentendimento entre os dois jogadores neste ano. No primeiro, no início da temporada, Gilberto reclamou da postura de Roger, que havia declarado publicamente sua insatisfação por não ser aproveitado como titular do Cruzeiro.

Mas as passagens de Gilberto pelo Cruzeiro não foram feitas apenas de maus momentos. Ele participou da conquista de dois títulos do Campeonato Mineiro, em 1998 e 2011. E atuou em 156 jogos, com 21 gols marcados. Aos 35 anos, o jogador ainda não anunciou se irá encerrar sua carreira ou se procurará outro clube para jogar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroGilberto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.