Gilberto deve ser o 1º reforço corintiano

O primeiro reforço do Corinthians para 2004 já está praticamente contratado: o lateral-esquerdo Gilberto, do Grêmio. O jogador acertou as bases de seu contrato e deve ficar por, no mínimo, um ano. Além de Gilberto, o Corinthians está acertando com Welber, do Paysandu, a quem a diretoria fez uma proposta na quinta-feira à noite, e com Dimba, do Goiás. A contratação de Gilberto se deu porque o Corinthians recebeu um aviso do Hannover: o clube alemão ficará em definitivo com o lateral-esquerdo Kléber. Com isso, o Corinthians deve receber US$ 2,8 milhões. Parte desse dinheiro iria para reforços, já que o técnico Juninho e o diretor-técnico Roberto Rivellino entendem que são necessários pelo menos mais cinco jogadores: dois meias, dois atacantes e um lateral-esquerdo. Gilberto estava insatisfeito no Grêmio, que, segundo revelou à diretoria do Corinthians, lhe deve seis meses de salários. Foi por essa razão, aliás, que o jogador não acertou com o Benfica, há dois meses e meio. O jogador de 27 anos (que já defendeu América-RJ, Vasco e Cruzeiro, com breve passagem pela Inter de Milão) poderia ter ido para o Parque São Jorge quando deixou o Flamengo, mas na época não houve acordo com seu empresário. A situação dos outros dois reforços está mais complicada. Dimba, atacante do Goiás, pediu R$ 150 mil de salários. O Corinthians não aceitou e fez contraproposta: metade. O jogador ainda não respondeu. No caso de Welber, do Paysandu, o Corinthians negocia contrato de empréstimo por um ano com preço dos direitos federativos estipulado. O primeiro contato com a diretoria do clube paraense, na quinta-feira à noite, deixou os dirigentes corintianos animados. "Estamos trabalhando para reforçar a equipe para 2004. Fizemos alguns contatos", diz Rivellino. "Não posso falar em nomes porque não estamos negociando só com um jogador." O diretor-técnico não quis nem confirmar a contratação do lateral-esquerdo Gilberto. Depois, admitiu: "Interesse há, mas não posso dizer que está tudo certo, porque não está." Para poupar o Grêmio - Na verdade, o Corinthians não quer anunciar agora a contratação de Gilberto porque o Grêmio está em situação dramática no Brasileiro, correndo sério risco de ser rebaixado para a Série B. O próprio Rivellino chegou a reconhecer que seria falta de ética com o Grêmio negociar a contratação de um de seus jogadores neste momento. "Toda e qualquer contratação só será anunciada depois do Brasileiro." Somália, do São Caetano, também interessa ao Corinthians que, no entanto, só irá negociar com ele se Dimba não aceitar a proposta. Em relação a Grafite, do Goiás, o negócio fracassou definitivamente: o jogador insistiu nos R$ 150 mil de salários e sua contratação não vingou. Os dirigentes desconfiam que Grafite tenha acertado com o Santos. Outro que estava na lista e não está mais é o meia Hugo, do Juventude, que teria feito exigências demais para jogar no Corinthians.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.