Gilberto diz que não pediu para jogar na lateral

Lateral-esquerdo de origem, Gilberto retornou ao Cruzeiro no segundo semestre de 2009 e passou a ser escalado pelo técnico Adílson Batista no meio-de-campo. Mesmo assim, ele foi convocado pelo técnico Dunga para o amistoso da seleção brasileira com a Irlanda, em março, para jogar na lateral.

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2010 | 12h17

No sábado,na vitória por 2 a 0 sobre a Caldense, Adílson escalou o Cruzeiro com três zagueiros e colocou Gilberto na sua posição de origem. Mas ele garante que não pediu para ser escalado como lateral-esquerdo

"Eu nem pedi para jogar. O Adilson colocou essa formação, puxando o Diego para a direita e me colocando na ala. Acabou que não deu nem para jogar muito no primeiro tempo, porque a equipe não avançou tanto pelo meu lado. Mas o importante foi que conseguimos um resultado bastante positivo", afirmou.

Adílson Batista aprovou a atuação de Gilberto, que marcou um gol em cobrança de pênalti. "O Gilberto já trabalhou comigo como segundo volante do lado esquerdo, como meia, o conheço como lateral. Tem a cabeça boa, é um grande profissional. Você pede, ele vai e faz com inteligência e excelente nível", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.