Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Gilberto Silva acha que derrota tira pressão do Brasil

Revés deve diminuir a pressão sobre a seleção brasileira, que acumulava uma invencibilidade de 19 partidas

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2009 | 15h29

O volante Gilberto Silva afirmou nesta segunda-feira que a derrota para a Bolívia por 2 a 1, domingo, em La Paz, pode ser benéfica. Para ele, o revés deve diminuir a pressão sobre a seleção brasileira, que acumulava uma invencibilidade de 19 partidas.

Veja também:

linkDunga diz ter dúvidas para montar grupo para a Copa

linkTécnico diz ter dúvidas para montar grupo para a Copa

linkCampo Grande faz festa para receber a seleção

linkJOGO - Leia como foi Bolívia 2x1 Brasil

linkCopa 2010: mais oito países estão classificados

especialMAPA - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Essa derrota foi em uma situação especial, com situações adversas. A gente quer sempre vencer, mas temos que pensar que já enfrentamos situações piores. Se absorvemos o resultado, é porque a situação é tranquila. A gente sabe que precisa melhorar. Em um momento desses, uma derrota pode fazer a gente repensar algo, corrigir uma ou outra coisa para acertar ainda mais a equipe", analisou.

Gilberto Silva admitiu que a proximidade da Copa do Mundo aumenta a ansiedade pela convocação final e para jogar na África do Sul. "Significa muito participar da Copa. Temos que conviver com essa ansiedade, com risco de uma outra lesão. Não podemos tirar o pé. Temos que dar continuidade na preparação. Até para quando chegar a convocação não se apresentar com problemas físicos", comentou.

Jogador de confiança de Dunga, Gilberto Silva está praticamente garantido na Copa do Mundo. E, depois de ser poupado da partida contra a Bolívia, em La Paz, voltará a defender o Brasil contra a Venezuela, em Campo Grande, na quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.