Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Gilberto vê com 'naturalidade' favoritismo do Flamengo em semi com o Fluminense

Equipe rubro-negra ganhou o último duelo entre os rivais por 3 a 2, pela última rodada da fase de grupos da Taça Rio

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2019 | 16h22

O favoritismo do Flamengo nas semifinais da Taça Rio parece não incomodar os jogadores Fluminense. Nesta terça-feira, véspera do confronto que acontecerá no Maracanã, o lateral Gilberto admitiu ver com "naturalidade" a vantagem teórica do rival, até pelos milhões investidos em contratações.

"É um clube que contratou jogadores de grande nome, que paga salários altos. É natural entrarem como favoritos. Para nós, não vai mudar nada. Sabemos do valor do nosso trabalho, só esperamos mostrar em campo e ter os resultados", declarou.

Nos dois confrontos disputados entre os rivais, porém, o favoritismo flamenguista não se traduziu em campo. Nas semifinais da Taça Guanabara, o Fluminense levou a melhor por 1 a 0. E no último fim de semana, mesmo com um time reserva, deu trabalho para o rival rubro-negro, que venceu apenas por 3 a 2.

Naquela ocasião, uma confusão aconteceu já nos acréscimos, envolvendo jogadores de ambos os times. Gilberto garantiu que isto não influenciará no clima de quarta. "A questão da confusão não vai influenciar. A gente tem que entrar focado para vencer, ganhar o título."

Mesmo derrotado no clássico, o Fluminense saiu de campo embalado, justamente pela boa atuação de seus reservas diante de um rival tão estrelado. Um dos destaques do time tricolor foi o jovem João Pedro, que entrou já no segundo tempo e, minutos depois, marcou seu primeiro gol como profissional, aos 17 anos.

"Fiquei muito feliz, voltando de uma lesão. Trabalhei e fiz o gol no Fla-Flu, que é o sonho de todo moleque de Xerém, ainda mais no Maracanã. Estou subindo da base agora, vim para ajudar. Estamos trabalhando para o que o professor precisar. Acho que esse gol veio no momento certo. Me dá mais confiança, liberdade. E quando entrar em campo, vou me sentir mais a vontade", comentou o jovem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.