Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Gilson Kleina decide manter Wendel improvisado na lateral do Palmeiras

Volante desbanca Juninho e está confirmado na posição neste sábado contra o América-MG

CIRO CAMPOS, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 17h44

SÃO PAULO - O volante Wendel ganhou espaço no Palmeiras. Até pouco tempo ele era apenas a quarta opção para atuar improvisado na lateral-esquerda, mas para este sábado, contra o América-MG, ele desbancou o titular Juninho na preferência do técnico Gilson Kleina e será mantido na equipe.

"Wendel está em evolução, crescendo, em ritmo competitivo. Está mantido no time", explicou. Juninho ficou fora de duas partidas sentindo dores no púbis. Sem poder contar nem com Marcelo Oliveira e nem Fernandinho, as opções imediatas para a posição, recaiu para o volante a chance. Ele não decepcionou. Contra o ASA, na última terça-feira, deu o passe para Wesley fazer o segundo gol da vitória por 3 a 0.

O titular está recuperado, mas o time não vai ter mudança na lateral esquerda. Depois de muito tempo na reserva, Wendel conquistou seu espaço. "Vejo o nosso grupo bem assimilado com a filosofia de trabalho, com a competitividade explorada e a conscientização do jogador para fazer um treino forte e estar preparado para as chances", explicou o técnico Gilson Kleina.

A manutenção de Wendel também significa ganhos na marcação. O jogador de 31 anos, por ser volante de origem, está mais acostumado a funções defensivas do que o titular Juninho, que tem no apoio uma das principais características, além de ter marcado dois gols na Série B.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeirasWendel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.