Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

Gilson Kleina elogia Libertad e pede garra ao time do Palmeiras

'Temos de ter equilíbrio e não podemos perder a pegada', disse o treinador

Daniel Batista, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 17h13

SÃO PAULO - O técnico do Palmeiras, Gilson Kleina, acredita que o jogo contra o Libertad, nesta quinta-feira, em Assunção, será um dos mais complicados da equipe nesta temporada. O treinador alerta para a qualidade do time adversário e pede dedicação ainda maior para o elenco.

"O time do Libertad estreou bem fora de casa (vencendo o Tigre por 2 a 0) e amanhã (quinta-feira) estarão empolgados com a torcida e vão nos pressionar. Hoje, dentro do Paraguai, é a melhor equipe. Vem jogando há alguns anos e conta com jogadores experientes e jovens", analisou o treinador, que pede para sua equipe não perder a mesma força dos últimos jogos.

"Temos de ter equilíbrio e não podemos perder a pegada. Temos de jogar coletivamente e com a bola. Sabemos que temos um time competitivo, mas equilíbrio neste jogo é fundamental", completou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasKleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.