José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Gilson Kleina escapa de ser punido por expulsão em jogo do Paulista

Técnico está livre para dirigir a equipe do Palmeiras na partida contra o Ituano

Daniel Batista, Agência Estado

17 de fevereiro de 2014 | 20h29

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina foi julgado nesta segunda-feira pela expulsão na partida contra o XV de Piracicaba, mas escapou de punição. Com isso, ele está livre para dirigir o Palmeiras na partida contra o Ituano, quarta-feira, no Pacaembu.

Quem não teve a mesma sorte que o treinador foi seu auxiliar, Juninho. Ele também foi expulso contra o XV e pegou um jogo de suspensão. Na partida, os dois foram expulsos por reclamação contra o árbitro Vinicius Furlan.

Segundo a súmula do árbitro, o auxiliar foi expulso ainda na primeira etapa após reclamar da não marcação de uma penalidade para o Palmeiras. Vinícius Furlan relatou na súmula que o auxiliar teria dito: "Ele é um pipoqueiro do c... e você é um filho da p..." em direção ao quarto árbitro.

Além de Juninho, outro suspenso para a partida contra o Ituano é o atacante Leandro, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians. Diogo deve entrar em seu lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.