Gilson Kleina está em dúvida sobre quem substituirá Leandro no Palmeiras

Além de Diogo, Mendieta e Marquinhos Gabriel estão na briga pela vaga no ataque

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

17 de fevereiro de 2014 | 09h00

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina não definiu quem será o substituto de Leandro, que tomou o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians e desfalca o time na partida de quarta-feira contra o Ituano, no Pacaembu. Diogo, que entrou no decorrer do clássico e deu o cruzamento para o gol de Alan Kardec, sonha com a vaga, mas o comandante palmeirense vai definir nos próximos dias quem entrará no time titular. Além de Diogo, Mendieta e Marquinhos Gabriel estão na briga.

O treinador comemora ter um bom elenco nas mãos e vibra com o fato de que, em diversas ocasiões, o jogador que saiu do banco ajudou o time a fazer os gols. Foi assim contra o São Paulo, quando Marquinhos Gabriel entrou e sofreu o pênalti. Mendieta também vem sendo uma sombra para os titulares. Com isso, Kleina sabe que tem algumas opções para escolher. "Para mim não importa quem entra ou sai do time. Independentemente disso, tem de representar a camisa do Palmeiras da melhor forma."

Pela característica da partida de domingo contra o Corinthians - um clássico com mando de campo do adversário -, os palmeirenses festejaram o empate por 1 a 1, ainda mais porque o time saiu atrás do placar. "Vamos comemorar esse ponto conquistado porque foi um jogo difícil", analisa Kleina.

O goleiro Fernando Prass, que evitou a derrota com duas defesas incríveis no início do segundo tempo, também achou motivos para comemorar. "Já tinha alertado que campanha não entra em campo e acho que foi um jogo bastante equilibrado. Empatar fora de casa é um bom resultado e, pela nossa pontuação no campeonato, o empate não foi ruim", disse.

Já Alan Kardec, herói do jogo com o gol de empate, também festejou o resultado que manteve o time com uma excelente campanha sem derrota no Paulistão, com 20 pontos. "Conseguimos ter controle de bola e com uma boa execução no ataque conseguimos empatar. Tivemos a felicidade de sair com um ponto em um clássico e ainda conseguimos manter a invencibilidade", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasGilson KleinaLeandro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.