Márcio Fernandes/Estadão - 11/2/2013
Márcio Fernandes/Estadão - 11/2/2013

Gilson Kleina fecha treino e faz mistério no Palmeiras

Recém-contratados podem ganhar uma chance no time titular contra o Sporting Cristal

DANIEL BATISTA, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 19h29

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina comandou um treinamento coletivo nesta terça-feira, na Academia de Futebol, mas ao contrário do que faz habitualmente, resolveu adota o mistério e não quis revelar o time que participou dos trabalhos. O treinador do Palmeiras comandou várias atividades em campo reduzido e na parte final da atividade comandou o treino coletivo. O grande mistério está no ataque uma vez que, sem Maikon Leite, o treinador praticamente fica sem ataque titular. No jogo contra o Mogi Mirim, ele apostou no garoto Caio no lugar de Barcos - negociado com o Grêmio - mas o garoto não tem presença confirmada.

Caio, Vinícius e Ronny - meia que pode atuar mais no ataque - disputam duas posições. Outra possibilidade seria o treinador mexer no esquema tático. Existe disputa também na lateral-direita, onde Wendel e Ayrton brigam pelo posto, enquanto na zaga, Maurício Ramos pode perder a vaga para Vilson.

No meio, o volante Souza deve retornar ao time e com isso, o volante João Denoni deve ir para o banco. Nesta quarta-feira, Kleina vai dar entrevista coletiva e pode desfazer parte do mistério para o primeiro jogo do Palmeiras na Libertadores na temporada e a estreia do treinador na competição continental.

Desfalques certos são o atacante Kleber, em estágio final de recuperação de uma lesão na coxa direita, assim como o meia Valdivia, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda e deve voltar aos gramados na próxima semana. Tiago Real e Fernandinho continuam o tratamento e ainda não têm previsão para a volta.

O Palmeiras embarcou para Itu após o treinamento da tarde desta terça-feira e se concentra na cidade para a partida contra o Sporting Cristal e o clássico, domingo, contra o Corinthians.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirastreinoLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.