Sergio Neves/Estadão
Sergio Neves/Estadão

Gilson Kleina pede elenco numeroso no Palmeiras para jogar a Série B

Após dispensas, o foco agora é nas futuras contratações

DANIEL BATISTA, Agência Estado

30 de novembro de 2012 | 17h58

SÃO PAULO - Depois das dispensas, é chegada a hora de tratar de contratações no Palmeiras. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Gilson Kleina pediu um elenco numero para a próxima temporada, indicou que o clube não tem condições de brigar por jogadores de nome e negou que haja dificuldade de contratar por conta da pressão da torcida.

"O Palmeiras tem calendário de elite, com diversas competições e mesmo com o Palmeiras na Série B a visibilidade é grande. Precisamos de um elenco de 35 ou 36 jogadores, porque teremos de administrar algumas situações de jogadores que não poderão jogar sempre", pediu Kleina. "Prefiro ter um jogador atuando uma vez por semana do que jogar quarta e domingo e não conseguir jogar bem."

Contando com os sete jogadores promovidos recentemente da base e sem os 16 que foram dispensados ou colocados na lista de negociáveis pelo clube na quinta, o Palmeiras conta com 29 jogadores no seu elenco. Mas outros atletas ainda serão dispensados, reduzindo o grupo.

Kleina gostaria de ver o clube negociando com grandes jogadores, mas sabe que será difícil. "Temos de brigar pelo reforço nível A. Mas o que mais ouvi nos últimos dias é que não temos condições no momento. Mas se for trabalhar com a molecada, vamos", garantiu ele.

O treinador, porém, assegurou que nem a Série B nem a pressão da torcida serão empecilhos para a chegada de reforços. "Pelo contrário. Vejo muitos jogadores falarem que seria um orgulho jogar no Palmeiras. Tem um jogador de grande nome do Brasil que falou que quer jogar e inclusive defender o time na Série B", contou, sem revelar nomes.

Enquanto as contratações não são feitas, Kleina mantém a base do time rebaixado para o último jogo do Brasileirão, neste sábado, contra o Santos na Vila. O time terá: Raphael Alemão; Artur, Maurício Ramos, Román e Juninho; Márcio Araújo, Correa, Bruno Dybal e Mazinho; Vinícius e Barcos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.