Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Gilson Kleina prepara bronca para o atacante Leandro

Atacante, que foi expulso aos 5 minutos do segundo tempo contra o Bragantino, recebeu 12 cartões amarelos e 2 vermelhos na Série B

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

21 de outubro de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - O atacante Leandro vai ouvir muita cobrança na reapresentação do Palmeiras nesta segunda-feira. Apesar da vitória sobre o Bragantino, jogadores e o técnico Gilson Kleina criticaram o jogador por ter sido expulso de forma infantil e ter prejudicado o time, que passou sufoco no segundo tempo. Como Leandro tem levado muitos cartões, Kleina vê a necessidade de conversar com o atleta. “Quando ele não consegue fazer uma jogada, se irrita, faz a falta e toma o cartão. Ele precisa entender que é jovem, um dos destaques da equipe e por isso é sempre visado e bem marcado. Precisa ter controle. Um jogador do nível dele não pode se perder assim”, reclamou.

Os jogadores também não pouparam o companheiro. “Infelizmente, ele vem tomando cartões bobos. Principalmente por ser atacante, não precisa levar tanto cartão”, disse Márcio Araújo. André Luiz, Henrique, Wesley e Fernando Prass também reclamaram após o jogo. A irritação maior de Kleina se dá pelo fato dele entender que Leandro tentou revidar depois de sofrer a falta de Robertinho, por isso levou o segundo amarelo. A primeira advertência tinha sido após ele ser desarmado e na tentativa de recuperar a bola, cometeu falta. O atacante é o jogador mais indisciplinado da equipe na Série B. Ele já recebeu 12 amarelos e dois vermelhos. A primeira expulsão aconteceu contra o Oeste, há três semanas, quando se chocou com o goleiro Fernando Leal.

RECLAMAÇÃO DUPLA

Além da questão disciplinar, a técnica também tem deixado a desejar. Antes do jogo de sábado, Kleina o chamou para conversar e cobrá-lo tecnicamente por ter oscilado “um pouquinho, embora seja diferenciado e faça gol". Leandro tem contrato de empréstimo até o fim do ano, mas pelo acordo feito com o Grêmio, o clube paulista tem o direito de renovar o empréstimo por mais uma temporada sem precisar pagar nada aos gaúchos, tendo apenas que dar um reajuste salarial para o atacante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.