Marcelo Sayao/EFE
Marcelo Sayao/EFE

Giovani Dos Santos diz que México pode surpreender e chegar à final da Copa

Para o jogador, a seleção favorita para ganhar ao título da competição no Brasil é a Espanha

EFE, O Estado de S. Paulo

15 de maio de 2014 | 16h41

SÃO PAULO - O jogador mexicano Giovani Dos Santos afirmou nesta quinta-feira que o México disputará a Copa do Mundo com a ideia de chegar à final e fazer um grande campeonato. A seleção mexicana está no Grupo A do Mundial e enfrenta Camarões, Brasil e Croácia na primeira fase.

"Um Mundial te obriga a pensar partida por partida porque todas as equipes classificadas são grandes e por isso estão aí. Primeiro teremos que enfrentar Camarões, depois o Brasil e mais tarde a Croácia. Trataremos de chegar o mais longe possível", disse o jogador em entrevista coletiva realizada em Villarreal.

Giovani acredita que o favorito para ganhar o torneio é a Espanha porque mantém a base da equipe campeã e tem grandes jogadores. "São o rival a bater e é preciso respeitá-los", indicou. O México pode enfrentar os espanhóis logo nas oitavas de final.

No Brasil, o jogador terá a chance de disputar seu segundo Mundial. "Agora estou muito feliz em poder desfrutar de uma oportunidade como é a de jogar uma Copa do Mundo, na qual podemos fazer algo muito importante e dar uma alegria para nosso povo com um grupo jovem e bom", disse.

O atleta lamentou que seu compatriota e companheiro de equipe, Javier Aquino, não esteja cotado para fazer parte da equipe mexicana na Copa e disse que se trata de uma decisão do técnico, embora Aquino tenha capacidade suficiente para ser chamado em outros Mundiais.

O México está no Grupo A, o mesmo do Brasil, e será o segundo rival da seleção de Luiz Felipe Scolari. A equipe, que fará sua preparação pré-Copa nos EUA, jogando contra Israel, Equador, Bósnia e Portugal, estreia no Mundial contra Camarões. Na última rodada, pega a Croácia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.