Robson Fernandjes/AE - 14/02/2010
Robson Fernandjes/AE - 14/02/2010

Giovanni diz que não está em melhor forma no Santos

'Estou me sentindo bem melhor, mas ainda falta muito para eu atingir o condicionamento dos demais", admite

Sanches Filho, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2010 | 20h46

Giovanni está de bem com a vida, depois de marcar o gol da vitória sobre o Rio Claro e constatar que o seu prestígio com a torcida do Santos continua em alta. Mas apesar de ter sido decisivo, ele julgou normal ter voltado para a reserva no coletivo desta terça-feira, no CT Rei Pelé.

Veja também:

Dorival Júnior pede seriedade para encarar o Bragantino

PAULISTÃO - lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

"Eu estou me sentindo bem melhor, mas ainda falta muito para eu atingir o condicionamento dos demais jogadores", admitiu o jogador, que deverá ser o 12.º titular de Dorival Júnior contra o Bragantino, nesta quinta, na Vila Belmiro.

Giovanni disse que os 10 dias de trabalho físico especial foram importantes para que ele passasse a se movimentar mais em campo, mas reconhece que ainda vai precisar melhorar o ritmo. "Acontece que joguei apenas alguns minutos de três partidas, enquanto os titulares já disputaram oito jogos. Não adianta só treinar porque é jogando que a gente readquire o ritmo".

Quando afirma que só vai conseguir melhorar atuando, Giovanni não está reivindicando um lugar no time. Ele sabe que mesmo ficando no banco, pode ser útil para o treinador. "É importante para o treinador olhar para o banco e ver que tem várias opções, como aconteceu contra o Rio Claro. Com uma substituição, ele pode mudar a história de uma partida", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.