Giovanni perto da Vila, informa Gallo

O técnico Gallo ouviu com atenção a pergunta sobre a contratação de Giovanni. Pensou bastante para responder: "Em breve deverá acontecer alguma coisa para que a gente melhore o nosso grupo e quanto mais cedo chegar melhor para ambientar o jogador, ver como ele está fisicamente". Depois, disse que o atacante do Olympiakos está próximo de um acerto com o Santos. "Ainda faltam três jogos no campeonato grego, que termina dia 25, mas há uma possibilidade muito grande."As negociações para a contratação de Giovanni foram aceleradas nos últimos dias, depois que o Palmeiras atravessou a negociação. Já havia um acordo apalavrado para a volta do ex-meia à Vila Belmiro e agora a intenção é fechar o contrato o mais rápido possível, antes que o ídolo da torcida dos anos 90 possa mudar de idéia e aceitar uma proposta para jogar no Parque Antarctica.Gallo evitou falar sobre a chegada do zagueiro Altair, da Portuguesa, mas a chegada do jogador está prevista para depois do dia 17, quando vence seu contrato com a Lusa. "O assunto está sendo tratado entre diretorias e esperamos que tudo seja acertado o mais rápido possível porque ele é um bom jogador e estamos precisando dele".Segundo o treinador, o clube continua procurando jogadores de qualidade. "A idade independe e tem mais um jogador experiente a vir, mas o que buscamos é a qualidade para suprir as nossas necessidades em algumas posições". Não descartou o interesse por Wendell, "um jogador que está na Europa e temos sempre atenção nos bons atletas, e Marcinho, "que não foi possível, apesar do que esforço que o Santos fez para contratá-lo."Desgaste - A disputa paralela do Brasileiro e da Copa Libertadores preocupa o técnico Gallo. "Pela quantidade de jogos, daqui para a frente vamos ter de equilibrar, vamos ter de fazer uma análise junto a preparação física e com a nutrição para saber quais jogadores estão sentindo demais os jogos. Então, vamos ter de tirar uns, colocar outros, buscando equilibrar."Por conta disso, Gallo acha importante ganhar sempre. "Precisamos ter uma gordura que se faz necessária por estarmos disputando a Libertadores", disse ele, lembrando que os jogos dos dois torneios são sempre de alto nível. "Não teremos como não equilibrar a equipe com o elenco todo, pois não dá para manter a qualidade com onze jogadores.Teremos de usar o elenco e esse é o nosso planejamento."Pensando na frente, em um campeonato que vai embolar, ele acha que é necessário aproveitar que "o Santos está um pouquinho mais à frente em termos físicos e técnicos do que os outros times em função de ter se preparado para a Libertadores. Nesta terça-feira, o ex-goleiro Veloso iniciou um estágio de treinador na Vila Belmiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.