Mustafa Ciftci/AFP
Mustafa Ciftci/AFP

Giuliano troca o Fenerbahçe pelo Al Nassr e diz: 'Fui pego de surpresa'

Motivo pela mudança de clube, de acordo com o atleta, foi a crise econômica que a Turquia enfrenta

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2018 | 16h16

O meia Giuliano acertou nesta segunda-feira com o Al Nassr, da Arábia Saudita. O jogador de 28 anos estava no Fenerbahçe, da Turquia, e deixa o clube após a não classificação para o playoff da Liga dos Campeões - na semana passada a equipe foi eliminada pelo Benfica na terceira fase do qualificatório da principal competição europeia.

O principal motivo pela mudança de clube, no entanto, de acordo com o atleta, foi a crise econômica que a Turquia enfrenta, com a desvalorização de sua moeda em relação ao euro. O clube precisou negociá-lo para equilibrar as contas e a transferência pegou o meio-campista de surpresa.

"Estou vivendo uma situação diferente na minha carreira. Pelo segundo ano tenho bons números individualmente. É o segundo melhor ano de minha carreira aqui no Fenerbahçe em apenas uma temporada. Mas infelizmente por causa da crise política que passa a Turquia e a crise que passa o futebol turco acabou afetando diretamente os clubes. Esta é a solução do momento. Fui pego de surpresa. É algo que não esperava. Em comum acordo decidimos rescindir o contrato e aceitar a proposta. Vou seguir minha carreira em outro País para um novo desafio" explicou Giuliano.

Giuliano assinou contrato por três temporadas, até junho de 2021. O Al Nassr será o quarto clube do exterior na carreira do atleta. Revelado pelo Paraná em 2007, ele foi negociado com o Internacional dois anos mais tarde. Em 2011 teve sua primeira experiência fora do país ao defender o Dnipro, da Ucrânia. Retornou ao Brasil em 2014 para defender o Grêmio. Dois anos mais tarde acertou com o Zenit da Rússia. Na temporada seguinte, defendeu o Fenerbahçe e agora foi para a Arábia Saudita.

"Primeiro quero agradecer ao Al Nassr que me deu a oportunidade para um novo caminho, confiando no meu trabalho e nas minhas qualidades como jogador. Tenho excelentes informações sobre o clube. Conversei com os brasileiros que jogam lá. É um dos grandes clubes da Arábia Saudita e que está se preparando para voltar a jogar a Liga dos Campeões da Ásia. Eles têm quatro competições na temporada e estão se estruturando. Quero ter o mesmo sucesso que venho tendo nos clubes que tenho passado" afirmou Giuliano

O meio-campista também esteve no radar de Tite para a Copa do Mundo da Rússia, chegou a ser convocado para jogos das Eliminatórias e ficou na lista de suplentes da seleção brasileira para o Mundial. Na ocasião, ele chegou a declarar que ficou chateado por não ter ido para a Copa.

No Fenerbahçe, Giuliano atuou em 43 partidas, marcou 19 gols e deu 8 assistências. Na temporada passada, foi artilheiro do time com 16 gols e o clube terminou como vice-campeão do Campeonato Turco. No Al Nassr ele será comandado pelo técnico uruguaio Daniel Carreño e terá como companheiros os brasileiros Petros e Bruno Uvini.

 

 

Mais conteúdo sobre:
FenerbahçeGiulianofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.