Gléguer vai deixar a Portuguesa

Prestes a completar 100 jogos pela Portuguesa, na sexta-feira, contra o Sport Recife, o goleiro Gléguer viveu um dia agitado nesta quarta-feira. Além de se dedicar aos treinos, ele reservou boa parte de seu tempo para cuidar das negociações para definir sua ida para o Juventude, de Caxias do Sul (RS), que disputa o Campeonato Brasileiro da Série A . O negócio deve ser fechado nesta quinta-feira. O contrato do jogador com a Lusa termina em dezembro deste ano, mas ele teria direito a sair em caso de uma proposta da Série A ou do exterior. "É claro que para a Portuguesa não seria interessante minha saída no meio da Série B, mas é uma boa oportunidade boa para mim". Já em clima de despedida também declarou: "Seria legal jogar este jogo (centésimo) pela Portuguesa." No hotel onde o clube se concentrou nesta quarta-feira, o jogador reuniu-se com dirigentes, tanto da Portuguesa como da empresa Ability - que tem direito a 50% da sua multa contratual. O time de Caxias do Sul procura um substituto para Doni, ex-Corinthians e Santos, que foi para a Roma, da Itália. A diretoria do clube gaúcho confirmou o interesse pelo jogador. "Estamos priorizando a qualidade. O Gléguer está na lista de pretendentes e estamos falando com ele mas não queremos nos precipitar", disse o diretor de futebol do Juventude, José Antônio Boff. O centésimo jogo de Gléguer poderá acontecer contra o Sport, sexta-feira, no Estádio do Canindé. A Lusa tem 30 pontos, está na quinta colocação, e com mais uma vitória se classifica à segunda fase. A preocupação dos dirigentes lusos é que não será mais possível se contratar e o time ficaria apenas com Rafael Fava, reserva, durante as próximas fases da competição. O técnico Giba aguarda julgamento do volante Rodrigo Pontes, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), para definir o time. O meia Cléber, artilheiro da Portuguesa com nove gols, volta após cumprir suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.