Globo aposta em Jumanji e novela para enfrentar Fla-Flu no SBT

Globo aposta em Jumanji e novela para enfrentar Fla-Flu no SBT

Emissora carioca muda programação após acerto do Flamengo com canal rival para a final do Campeonato Carioca na quarta-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2020 | 12h50
Atualizado 13 de julho de 2020 | 14h57

A Rede Globo anunciou nesta segunda-feira uma mudança em sua grade de programação para a próxima quarta-feira. A emissora carioca decidiu que vai exibir o filme inédito na TV aberta Jumanji: Bem-Vindo à Selva, na mesma hora em que o SBT, um de seus principais concorrentes, estará fazendo a transmissão da decisão do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense, que acontecerá às 21h.

Inicialmente, a Globo iria passar o filme Deadpool no "Cinema Especial", mas decidiu alterar a programação e apostar em algo inédito. O jogo no Maracanã terá início às 21h, enquanto a Globo, de acordo com a programação divulgada, exibirá o Jornal Nacional até 21h34. Depois passará a novela Fina Estampa até 22h21 e durante o segundo tempo da decisão do Carioca, começará Jumanji. O filme conta com Dwayne Johnson como protagonista e também há a participação de Karen Gillan, Kevin Hart, Jack Black, Madison Iseman, entre outros.

Oficialmente, a emissora carioca não admite que a mudança se deu pela confirmação do jogo Fla-Flu no canal rival, mas o fato é que a mudança se deu após o SBT anunciar o acerto com o Flamengo para a transmissão da decisão. A Globo vive uma situação rara, já que há muitos anos não vê uma outra TV aberta fazendo transmissão de uma partida importante e decisiva de futebol para todo o Brasil. 

O SBT acertou com Téo José para ser o narrador do confronto, que decide o Campeonato Carioca. Ele tem contrato com a Fox Sports, mas a emissora aceitou "emprestá-lo" durante os 90 minutos. A emissora tenta agora contratar um ídolo de cada clube para ser comentarista. Os nomes de Zico e Rivellino ganham força, mas outros ex-jogadores também estão sendo estudados. Rivellino, por exemplo, participa do programa Cartão Verde, na TV Cultura, que vai ao ar justamente na quarta-feira, a partir das 20h45. O primeiro jogo, domingo, acabou com vitória de 2 a 1 para o Flamengo. 

Briga pelos direitos de transmissão

Os direitos de transmissão das finais do Campeonato Carioca viraram uma disputa na Justiça e nos bastidores. O Flamengo foi o único clube do Estadual que não acertou com a Globo e, em razão disso, seus jogos não tiveram transmissão na TV. Em junho, o presidente Jair Bolsonaro editou a MP 894-2020, que mudava o mercado de direitos de transmissão de forma que apenas o mandante dispusesse dos direitos de uma partida, e não mais os dois times envolvidos. Com a MP, o Flamengo transmitiu o jogo contra o Boavista, pela fase de grupos da Taça Rio, em seu canal no YouTube. No dia seguinte, a Globo anunciou o rompimento do contrato com Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e os outros 11 clubes da primeira divisão, alegando que o acordo previa exclusividade.

A Ferj conseguiu uma liminar que obrigou a Globo a transmitir a semifinal da Taça Rio, entre Botafogo e Fluminense. No mesmo dia, o Flamengo enfrentou o Volta Redonda e tentou cobrar R$ 10 para que os torcedores assistissem ao jogo através do site MyCujoo, mas problemas técnicos da plataforma causaram a desistência do time e a partida foi transmitida gratuitamente no YouTube.

A final do segundo turno do Estadual, também entre Flamengo e Fluminense, teve mando do time tricolor definido em sorteio, e a transmissão seria exclusiva do canal do clube no YouTube. No entanto, o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio concedeu uma liminar em que o mando era compartilhado e, portanto, o Flamengo poderia realizar a transmissão também. A liminar foi derrubada pelo STJD minutos antes de a bola rolar. O Fluminense venceu nos pênaltis, garantindo a realização dos dois jogos finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.