Globo: Clube dos 13 livre para romper

O Clube dos Treze não terá de pagar multa rescisória à Rede Globo se optar por fechar acordo com outra emissora para transmissão do Campeonato Brasileiro de 2003. A informação é do advogado da entidade, Celso Santos Rodrigues, para quem a Globo Esportes, detentora dos direitos de exibição das partidas, abriu uma brecha contratual ao reduzir a cota dos clubes. ?No acordo entre o Clube dos Treze e a Globo não existe essa possibilidade de haver renegociação de valores para menos. O Clube dos Treze não é obrigado a aceitar isso?, afirmou Rodrigues. A Globo quer pagar R$ 170 milhões para a transmissão do Brasileiro de 2003. O SBT tem proposta de R$ 200 milhões e agora até a TV Record entrou na disputa, com uma oferta menor que a das duas concorrentes. Na quarta-feira, o diretor-executivo da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto, disse estar tranqüilo quanto a um entendimento com os clubes, mas afirmou que sua empresa poderia requerer, numa eventual disputa na Justiça, multa pela rescisão de contrato. O primeiro contrato entre as partes surgiu em 1997, com duração de três temporadas, e as cotas eram dolarizadas. A partir de então, foram feitas prorrogações gradativas, que funcionavam como novos contratos. Em julho deste ano, houve consenso para que a quantia remetida aos clubes passasse a ser feita em moeda nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.