Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Globo muda grade e vai transmitir rodada do Brasileirão às 19h no domingo

Mudança contempla a presença do clássico Corinthians x Palmeiras na TV aberta no próximo fim de semana

Redação, O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2019 | 11h55
Atualizado 30 de julho de 2019 | 14h20

A próxima rodada do Campeonato Brasileiro terá um horário novo de transmissão. A CBF divulgou nesta segunda-feira no site que as partidas da 13º rodada com presença na TV aberta não será no domingo às 16h, mas sim, às 19h. A mudança contempla a presença na grade da TV Globo de jogos como Corinthians x Palmeiras, Atlético-MG x Cruzeiro e Vasco x CSA.

A mudança no horário de transmissão é algo inédito nas últimas edições do Campeonato Brasileiro. Há anos a CBF e a TV Globo mantém como padrão a exibição de partidas nas quartas-feiras às 21h30 e aos domingos, às 16h. A alteração é uma maneira de testar como será a audiência e a aceitação do público ao novo horário da noite de domingo.

Essa faixa de horário era comumente destinada a transmissões pelo canal Premiére. Porém, com a mudança anunciada para a próxima rodada, inclusive o jogo do Flamengo contra o Bahia, domingo, às 16h, em Salvador, ficará fora TV aberta e terá transmissão somente pelo pay-per-view. 

A Rede Globo ainda não divulgou a programação para o domingo em seu site. A emissora vai antecipar o programa de entretenimento Domingão do Faustão. O site da CBF já traz também a programação de jogos na TV para a rodada seguinte, dia 11 de agosto, com a agenda de transmissão de volta ao formato tradicional, com as partidas em TV aberta às 16h.

Em nota enviada ao Estado, o departamento de comunicação da TV Globo confirmou as mudanças e explicou que pelo Corinthians ter compromisso pela Copa Sul-Americana na noite de quinta, no Uruguai, não poderia jogar pelo Brasileiro no domingo às 16h. "Corinthians x Palmeiras já era escolha prévia da Globo e a grade foi alterada para respeitar o intervalo entre duas partidas da mesma equipe, acordado pela CBF com a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf)", diz o texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.