Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Gobbi busca quatro reforços para o Corinthians no Brasileirão

Presidente do clube quer contratar volante, lateral-direito, zagueiro e atacante

Vítor Marques, Agência Estado

24 de março de 2014 | 07h05

SÃO PAULO - O presidente Mário Gobbi garantiu neste domingo que o Corinthians vai contratar até quatro jogadores para a disputa do Campeonato Brasileiro. O dirigente negou que o clube esteja sem dinheiro para contratar, mas que é muito difícil "achar atalhos" e gastar pouco. "O poderio financeiro nosso é o mesmo."

Entretanto, o clube tem procurado nomes modestos. Um deles é o volante Edson, do São Bernardo. Gobbi confirmou que esse jogador interessa ao Corinthians. "Está sendo observado, mas não há negociação em andamento." Por questões financeiras, Elias, do Sporting, está praticamente descartado.

Além de Edson, o Corinthians busca reforçar o elenco com pelos menos um lateral-direito, um zagueiro e dois atacantes. "Trabalhamos com três, quatro reforços, nossa meta é voltar à Libertadores em 2015", disse Gobbi.

O presidente, que acumula cargo de diretor de futebol, admitiu neste domingo que ficou triste pela eliminação no Paulistão. Segundo ele, a queda foi fruto do processo de reformulação do elenco. "É o preço que se paga por isso. Com reformulações como essa não se têm resultados imediatos", ressaltou.

EMERSON

O atacante Emerson virou um problema para a diretoria do Corinthians. Ele não foi relacionado para o jogo contra o Atlético Sorocaba, apesar de não estar mais contundido. "É uma opção do treinador, se ele não está no departamento médico. O Corinthians traz jogadores e como eles serão aproveitados não é uma decisão da diretoria", disse Gobbi.

Por outro lado, o dirigente admitiu que o Corinthians e o Atlético Mineiro tentaram uma troca de Emerson por André. Mas, segundo o presidente, o negócio não evoluiu. Mano Menezes já nem conta com o atacante na montagem da equipe para o Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.