Goiás derrota a Ponte em Campinas

Ainda não foi desta vez que a Ponte Preta conseguiu vencer no Estádio Moisés Lucarelli. Há 102 dias sem vitórias em casa, o time de Campinas bem que tentou, mas acabou sendo derrotado pelo competente Goiás por 2 a 0 e segue lutando contra o rebaixamento à Série B. O Goiás continua sua rotina de vitórias sobre paulistas e, depois de vencer a Ponte e o São Paulo por 3 a 1 na última rodada, chegou aos 53 pontos. A Ponte soma 43. Apesar da vitória, o Goiás não teve o domínio da partida. Mesmo com três atacantes, os goianos não conseguiam puxar os contra-ataques, uma vez que a Ponte estava com mais volume de jogo, porém, sem ameaçar o gol de Rodrigo Calaça. A primeira boa chance só veio aos 25 minutos. Rodrigo bateu falta com violência e o goleiro faz grande defesa, colocando para escanteio. Mas, aos 42 minutos, o Goiás mostrou porque tem a segunda melhor campanha no segundo turno. Araújo desceu pela direita cruzou para Dimba, que acertou a trave. No rebote, Grafite empurrou para as redes na primeira vez que chegou ao gol de Lauro. A Ponte ainda teve a chance do empate aos 44. Gigena partiu em velocidade e poderia marcar, mas foi derrubado por Fabão na entrada da grande área. Na cobrança, Luizinho bateu por cima na última jogada do primeiro tempo. Com Vaguinho e Lucas nos lugares de Marquinhos e Luizinho Vieira, os donos da casa voltaram com mais vontade e nos dois primeiros minutos criaram três boas chances. Aos 28 segundos, após cruzamento da direita, Gigena chutou e a bola desviou na defesa, salvando o Goiás de sofrer o empate. Logo em seguida Jean cruzou da esquerda e Lucas cabeceou forte, mas Rodrigo Calaça fez grande defesa no reflexo. No rebote, Gabriel chutou e mais uma vez a defesa afastou. O Goiás, atordoado, não conseguia passar do meio de campo. Sem muita qualidade técnica, a Ponte tentava chegar ao gol na raça e apoiado pela pequena torcida que compareceu ao Moisés Lucarelli. Com a expulsão de Grafite, a Ponte foi para cima e abriu espaços para os contra-ataques do Goiás, sua principal arma. E foi em um deles que os goianos, mesmo com um a menos, chegaram ao segundo gol. O meia Piá, que no intervalo saiu reclamando da sonolência do time em campo, errou mais um passe de forma infantil no meio. Dimba se aproveitou da jogada e lançou Araújo, que ganhou de Rodrigo na corrida e tocou na saída de Lauro. No sábado, a Ponte terá outra chance de acabar com o jejum de vitórias em casa, quando receberá o Vitória. O Goiás vai atuar em casa, domingo, diante do Guarani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.