Goiás derrota Guarani por 3 a 0

O Goiás conseguiu parar o Guarani, que pretendia avançar na competição em busca de uma vaga na Taça Libertadores. O time de Cuca impôs o ritmo de jogo e o placar de 3 a 0 sobre a equipe de Campinas por meio dos gols de Leandro Smith, Dimba, e Marabá, todos de cabeça. Resultado que leva o Goiás aos 56 pontos ganhos. ?O que eu posso falar sobre esse resultado?, questionou o técnico Barbieiri, do Guarani. ?Tomamos três gols de bola parada", disse. ?Tomamos três gols de bola parada e eles ganharam o jogo, é só isso?, desabafou Bruno Quadros. No primeiro tempo, o forte calor e o horário de verão não impediram que as duas equipes jogassem em velocidade em busca do resultado. Mesmo ressentindo a ausência do atacante Grafite, o Goiás procurou atacar pelas laterais com Araújo e Wando apoiados pelos laterais Esquerdinha e Michel. Com um minuto de jogo, Renato acertou a trave. O Guarani, sem o lateral Ruy, mas jogando aberto e com bolas bem distribuídas por Marquinhos, criou boas oportunidades. Simão, aos 18 minutos, abriu uma brecha na zaga goiana, mas Rodrigo Calaça fez boa defesa. Marquinhos, aos 28 minutos, e Rafael, aos 31 minutos, perderam novas chances. O troco do Goiás, que apresentava maior volume de jogo, veio aos 29 minutos. Wando cruzou bem e Leandro Smith, numa cabeçada certeira no canto esquerdo de Jean, abriu o placar. Um estiramento muscular tirou Wando, aos 30 minutos. Mas não tirou o ânimo repentino do Goiás. Dimba, de cabeça, ampliou para 2 a 0 aos 40 minutos, acertando o ângulo superior direito de Jean, após lançamento de Araújo numa bobeira da zaga campineira. ?Entramos em campo sabendo que o jogo valeria seis pontos e as duas equipes buscariam a vitória?, afirmou Leandro Guerreiro. ?Tudo porque estamos de olho numa das vagas da Libertadores.? O Guarani mostrando-se rápido e aplicado, foi obrigado a correr atrás do resultado no segundo tempo. Mas o desgaste físico provocado pelo calor, limitou as ações e derrubou o rendimento dos jogadores. A partir dos 12 minutos, com a entrada de Rodrigão em lugar do meia Marquinhos, o Guarani ficou mais eficiente na posse de bola e presente na área adversária. Mesmo assim voltou a falhar nas finalizações, com Bruno Quadros aos 20 minutos e Alex, aos 44 minutos. O Goiás não errou e ampliou o placar, com o volante Marabá, aos 38 minutos, aproveitando lançamento de Gil Baiano. O Goiás joga no próximo domingo, às 16 horas contra o Vitória, no Barradão, enquanto o Guarani pega o Bahia, também às 16 horas, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.