Goiás é derrotado e se complica na Copa Sul-Americana

Sem seus dois melhores jogadores, os atacantes Iarlei e Fernandão - apenas o segundo entrou em campo, na metade do segundo tempo -, o Goiás foi derrotado pelo Cerro Porteño por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Assunção, e se complicou nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

AE, Agencia Estado

25 de setembro de 2009 | 00h34

No jogo da volta, em Goiânia, na próxima quarta, o Goiás terá de vencer por três gols de diferença para avançar direto às quartas. Um novo 2 a 0, desta vez para os goianos, levará a decisão para os pênaltis. Vitória goiana por dois gols de vantagem, mas sofrendo gols, a vaga será do Cerro Porteño.

Com um esquema mais defensivo e apenas Felipe no ataque, o Goiás não conseguiu levar muito perigo aos paraguaios e sofreu com os rápidos atacantes do Cerro Porteño. Aos 32 minutos, poderia até ter levado o primeiro gol, mas o goleiro Harley defendeu uma cobrança de pênalti batido por Julio dos Santos.

Na segunda etapa, logo aos sete minutos, a zaga do Goiás falhou no posicionamento dentro da área e a equipe paraguaia abriu o placar. O ala direito Irrazábal cruzou pelo lado direito e Julio dos Santos, livre, cabeceou firme para o gol. A bola passou por baixo de Harley, que não conseguiu fazer a defesa.

Em desvantagem, o técnico Hélio dos Santos colocou Fernandão no lugar do volante Ramalho e o Goiás melhorou. Criou algumas chances, mas sofreu um duro golpe em mais uma falha da defesa. Aos 20 minutos, após novo cruzamento pelo lado direito, o zagueiro Herner apareceu livre na entrada da pequena área e cabeceou para fazer 2 a 0.

O que já estava difícil ficou mais complicado com a expulsão, dois minutos depois do segundo gol sofrido, do ala direito Vítor, que recebeu o cartão vermelho direto por dar uma cotovelada em Cáceres. Com um a menos, o Goiás ainda tentou finalizar com chutes de fora da área, mas sem sucesso.

Se conseguir passar pelo Cerro Porteño em Goiânia, o Goiás terá pela frente, nas quartas de final, o vencedor do duelo entre Botafogo e Emelec, do Equador. No jogo de ida, no Rio de Janeiro, o time brasileiro ganhou por 2 a 0.

Ficha técnica

Cerro Porteño-PAR 2 x 0 Goiás

Cerro Porteño-PAR - Barreto; Herner, Torrén e Luis Cardozo; Irrazábal, Cáceres, Britez, Recalde (Mendoza) e Julio dos Santos (González); Jorge Nuñez (Ramírez) e Nanni. Técnico: Pedro Troglio.

Goiás - Harley; Ernando, Leandro Euzébio e João Paulo; Vítor, Ramalho (Fernandão), Amaral, Fernando (Everton), Léo Lima e Zé Carlos; Felipe. Técnico: Hélio dos Anjos.

Gols - Julio dos Santos, aos 7, e Herner, aos 20 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - González, Britez e Irrazábal (Cerro Porteño-PAR); Leandro Eusébio, Léo Lima, Zé Carlos, João Paulo, Amaral e Fernando (Goiás).

Cartão vermelho - Vítor (Goiás).

Árbitro - Saúl Laverni (Fifa-Argentina).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio General Pablo Rojas, em Assunção (Paraguai).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.