Twitter / Goiás EC
Twitter / Goiás EC

Goiás empata com o Bragantino, é rebaixado e garante o Santos na Libertadores

Cada time dominou um dos tempos do jogo, mas nenhum conseguiu tirar o zero do placar

Redação, Estadão Conteúdo

21 de fevereiro de 2021 | 23h12

Goiás e Red Bull Bragantino não saíram do 0 a 0 neste domingo, no estádio da Serrinha, pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em um resultado péssimo para as pretensões de ambos, pois rebaixou o time mandante e ainda garantiu o Santos na próxima edição da Copa Libertadores.

Os donos da casa foram aos 37 pontos e caíram, assim como o Botafogo, com 24, e o Coritiba, com 31, enquanto o Vasco, com 38, deve se juntar a eles na quinta-feira, quando será disputada a rodada final.

Os visitantes chegaram a 50 pontos, no 11.º lugar, e não têm mais chances de ir à Libertadores - o Santos, com 54, portanto, está garantido na segunda fase preliminar. O Bragantino, de qualquer forma, carimbou a vaga para a Copa Sul-Americana.

Desesperado para escapar da queda, o Goiás foi "senhor das ações" na metade inicial do confronto. Apesar disso, a primeira boa chegada aconteceu apenas aos 16 minutos, quando Miguel Figueira roubou na intermediária e rapidamente acionou Fernandão.

O centroavante perdeu o tempo de bola e acabou finalizando sem precisão, desperdiçando ótimo momento. Os donos da casa voltaram a ameaçar na sequência. Aos 21, Shaylon encontrou Fernandão bem aberto pela ponta direita.

O atacante, sem muito ângulo, arriscou de longe e assustou ao acertar a rede pelo lado de fora. O Bragantino respondeu timidamente aos 26, com Ryller, arriscando de fora e parando no goleiro Marcelo Rangel. Os mandantes, porém, quase abriram o placar aos 30. Jefferson cobrou escanteio, Heron subiu bem e tirou tinta do pé da trave esquerda.

Assim como no primeiro tempo, o Goiás voltou para a etapa complementar ameaçando. Aos sete minutos, os donos da casa encaixaram ótimo contra-ataque até que Fernandão passou para Shaylon, que puxou para o meio e bateu com consciência, da entrada da área. A bola, porém, saiu lambendo o poste esquerdo. O Red Bull Bragantino ameaçou em finalizações de fora da área - primeiro, com Luan Cândido, aos 22; depois, aos 25, com Claudinho. Em ambas as tentativas, o goleiro Marcelo Rangel espalmou e afastou o perigo.

Os mandantes responderam aos 27, em cabeceio de Rafael Moura que Cleiton foi buscar. Nos últimos minutos, os dois times se expuseram bastante, mas não capricharam no passe final, mantendo o empate no placar.

Na última rodada, prevista para acontecer às 21h30 de quinta-feira, os goianos visitam o Vasco, em São Januário, no Rio, enquanto os paulistas recebem o Grêmio, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.


FICHA TÉCNICA

GOIÁS 0 X 0 RED BULL BRAGANTINO

GOIÁS - Marcelo Rangel; Shaylon, David Duarte, Fábio Sanches, Heron (Daniel Oliveira) e Jefferson (Douglas Baggio); Henrique Lordelo (Iago Mendonça), Vinícius (Gustavinho) e Miguel Figueira (Índio); Rafael Moura e Fernandão. Técnico: Glauber Ramos.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan (Leandrinho), Fabrício Bruno, Ligger e Luan Cândido; Raul, Ricardo Ryller (Lucas Evangelista) e Claudinho; Artur, Ytalo (Hurtado) e Vitinho (Ramires). Técnico: Maurício Barbieri.

ÁRBITRO - Jean Pierre Goncalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Shaylon e Daniel Oliveira (Goiás).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.