Goiás ganha por 3 a 1 mas é eliminado pelo Estudiantes

O Goiás venceu o Estudiantes pela diferença de dois gols que precisava para seguir na Copa Libertadores da América. Ganhou por 3 a 1 nesta quinta-feira, no Estádio Serra Dourada, mas viu os argentinos garantirem vaga para enfrentar o São Paulo nas quartas-de-final pelo critério de gols marcados fora de casa, já que fizeram 2 a 0 no jogo de ida, na última semana, em Quilmes. Apesar da classificação, o Estudiantes tomou sustos durante boa parte do jogo. Isso porque cometeu o mesmo erro do Goiás no primeiro jogo: entrou somente para se defender. O time brasileiro poderia ter resolvido a classificação ainda no primeiro tempo, não fosse a má pontaria dos seus atacantes. Logo as 2 minutos, Jadílson cruzou na área, Vítor escorou e o garoto Welliton, sozinho na pequena área, perdeu gol feito. Aos 15, Roni pegou sobra na área e bateu forte para grande defesa de Herrera. Mais dez minutos e novo "quase": Welliton arriscou de longe e acertou o travessão. A retranca argentina, no entanto, começou a ruir logo aos seis da segunda etapa. Jadílson, o melhor em campo, desceu pela esquerda e cruzou para Vítor completar de carrinho no segundo pau: 1 a 0. Aos 20, Jadílson levantou novamente com precisão e Nonato cabeceou no canto esquerdo: 2 a 0 e, até então, vaga a ser decidida nos pênaltis. No entanto, um vacilo da zaga goiana pôs tudo a perder. Num dos poucos ataques do Estudiantes, Calderón recebeu cruzamento na área e completou de peixinho no segundo pau. O Goiás pressionou e conseguiu fazer o terceiro aos 47 minutos, com Juliano, num belo chute da meia-lua. Mas ainda faltava um gol, e a ausência dele terminou com a esperança do time do técnico Geninho, que agora está mais do que nunca na mira do Palmeiras.

Agencia Estado,

04 Maio 2006 | 21h13

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.