Goiás goleia Flu no Maracanã: 4 a 1

O atacante Romário, parado há quase dois meses, foi escalado para enfrentar o Goiás pelo Campeonato Brasileiro a fim de amenizar a crise entre o jogador e o técnico Alexandre Gama. Mas a derrota do Fluminense para os goianos por 4 a 1, de virada, deve manter conturbado o ambiente do clube durante a semana. O resultado deixou o Tricolor longe da vaga para a Taça Libertadores da América e ainda manteve um tabu: o de não vencer o Goiás na competição desde 1996. Com a intenção de esquecer as desavenças entre Romário e Gama, o Fluminense iniciou a partida disposto a marcar rapidamente o seu gol. E conseguiu logo no primeiro ataque aos seis minutos. O lateral-direito Leonardo Moura chutou no canto e o goleiro Harlei espalmou para fora. Após a cobrança do escanteio, o atacante Alessandro acertou um belo voleio, inaugurando o placar. O Goiás, porém, não se intimidou com o gol sofrido. E começou a pressionar o Tricolor. Foi aí que surgiu a figura do goleiro Fernando Henrique, que realizou boas defesas. E, quando não alcançou a bola, contou com a sorte. Como na cobrança de falta na trave do lateral-direito Paulo Baier. O meia Roger tinha liberdade e organizava livremente os ataques do Fluminense, que só não ampliou por pura incompetência de seus jogadores. Nos minutos finais, o time goiano quase empatou. Alex Dias, diante de Fernando Henrique, finalizou para fora. Mas o que não aconteceu no final da primeira etapa acabou se tornando verdade no segundo tempo. Logo aos 2 minutos, o atacante Leandro empatou em bela finalização. E aos 12, o lateral-esquerdo Jadílson, ex-jogador do Fluminense, aproveitou uma sobra da entrada da área, e virou o marcador para os goianos. No ataque seguinte, o Tricolor tentou dar o troco. Alessandro finalizou na trave. Aos 16 minutos, um acontecimento incomum na carreira de Romário. O jogador foi substituído e deixou o campo vaiado pelos torcedores. "O treinador mudou tá mudado. Ele achou melhor eu sair. Sem problema", declarou o atacante, evitando olhar para Gama. "Mesmo com a derrota ainda temos chance de conseguir a vaga na Libertadores." Apático, o Fluminense era pressionado pelo Goiás, que manteve o ritmo do primeiro tempo. Aos 28 minutos, após cruzamento, o zagueiro Odvan marcou contra. Roger, que estava sumido, acertou a trave em lance individual. Aos 43, o golpe final. O atacante Somália finalizou da meia-lua, sacramentando a vitória por goleada dos goianos sobre o Tricolor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.