Goiás promete cautela no Morumbi

A seis rodadas para o final do turno elutando por uma das vagas à Libertadores, o Goiás (com 27pontos) vai jogar com cautela contra o São Paulo (que tem 17pontos), neste domingo às 18h10 no Morumbi. Mesmo assim,acredita que uma eventual vitória poderá mudar o rumo do timedirigido por Geninho. "Nossa equipe é ousada e o nosso grupo de jogadores éum dos melhores", diz o ala Paulo Baier, lembrando, porém, queserá preciso ter cautela diante do adversário, mesmo procurandocaprichar na marcação e nas finalizações se quiser obter aomenos um ponto, em São Paulo. Em oito jogos fora, o Goiás perdeu quatro, empatou uma eganhou três partidas. Na maratona do Brasileirão, o Goiás vem deuma derrota para o Atlético-PR (1 a 0). Mesmo assim está animadopara lutar pela reabilitação: "A derrota, em Curitiba, nãotirou o ânimo do nosso time", acredita o atacante Roni. O jogo contra o São Paulo tem importância estratégica,nas contas do Goiás, que está a sete pontos do líder Corinthians e também a seis jogos de sua estréia na Copa Sul-Americana,contra o Corinthians. Apesar das enormes pressões sobre osjogadores, o jogo do Morumbi não tem ares de guerra entre asduas equipes. Isto porque o Goiás mantém uma certa identificaçãocom o time do São Paulo, onde estão ex-jogadores goianos comosão os casos do volante Josué, do meia Danilo e do zagueiroFabão. "Conhecemos as artimanhas e as qualidades dosex-companheiros pois trabalhamos juntos na Serrinha", afirma ovolante Danilo Portugal. "Agora vejo que o Danilo evoluiu muito o Josué também, mas o Fabão foi quem teve uma ótima evolução",comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.