Goiás quer passar crise para o Corinthians

A equipe do Goiás deverá ser um adversário perigoso para o Corinthians nesta quarta-feira, a partir das 21h40, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. É que o time goiano tem a pretensão de entrar em campo disposto a transferir para a equipe paulista a sua crise interna, onde se destacam a lanterna do Campeonato Brasileiro, a indisciplina de seus jogadores (53 cartões entre amarelos e vermelhos), a terceira pior defesa da competição, ao sofrer 33 gols em 17 jogos. ?Uma vitória contra o Corinthians é fundamental para o time ganhar moral e confiança para reagir no Campeonato", avisa Gustavo, que atuará improvisado na lateral-esquerda. ?Estamos loucos para sair desta situação, ganhar de um time grande é bom sinal", disse o meia Danilo, expressando o sentimento do grupo. O técnico Cuca, que defende a formação de uma equipe equilibrada e disciplinada, enfrenta problemas na escalação. Não poderá contar com o zagueiro Rodolfo, o meia Auecione (contusão) e Fabão (suspensão). O zagueiro e capitão levou oito cartões, dois deles vermelhos. ?Era para o Fabão ser expulso?", questiona Cuca, cuja equipe ?rebelde" já levou cinco cartões vermelhos nos últimos nove jogos. Com Josué, que cumpriu suspensão automática, de volta ao meio-de-campo, o Goiás que vem de dois empates (Vitória-BA e Atlético-PR), vai jogar com três volantes (Tiago, Simão e Josué), investir nas jogadas de ataque pelo lado direito, com Michel, e esquerdo com Simão. A intenção de Cuca é alimentar o ataque, visando ajudar Dimba na artilharia do campeonato, enquanto abre espaço para o atacante Araújo buscar mais o gol.

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 18h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.