Goiás reage e arranca empate em 2 a 2 com o Vitória em Salvador

Edno abre o placar para equipe da casa, que vacila leva dois gols em dois minutos e continua na zona de rebaixamento do Brasileirão

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2014 | 23h24

Com dois gols em dois minutos, marcados por Erik e Bruno Mineiro no segundo tempo, o Goiás arrancou um empate por 2 a 2 com o Vitória, nesta quarta-feira, no estádio Barradão, em Salvador, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Novidade do técnico do time baiano, Ney Franco, para a partida, o atacante Edno, que substituiu o lesionado centroavante Dinei, marcou os dois gols dos mandantes, na primeira etapa.

O resultado manteve a equipe baiana na zona de rebaixamento, na 18.ª posição, com 28 pontos. Já o Goiás chegou aos 34, na 10.ª colocação. Na próxima rodada, Já o time baiano vai ao Recife, onde enfrenta o Sport, neste domingo, às 18h30. Já o clube goiano recebe o Coritiba, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, no sábado, também às 18h30.

Sem contar com o lateral-direito Moisés, vetado por uma lesão muscular, o técnico do Goiás, Ricardo Drubscky, optou pela improvisação do meia Tiago Real na posição. E foi por aquele setor que o Vitória criou as melhores chances e chegou aos dois gols, dominando as ações do primeiro tempo.

Get Adobe Flash player
O placar foi aberto logo no primeiro ataque do time baiano, aos 3 minutos. Vinícius driblou Tiago Real e cruzou para Edno empurrar para o gol, de perna esquerda. O time baiano seguiu criando chances e chegou ao segundo aos 41, mais uma vez em cruzamento de Vinícius pela ponta esquerda para Edno completar.

O segundo tempo começou em ritmo semelhante, com o Vitória dominando a partida e criando chances de gol. Na melhor, aos 8 minutos, Vinícius foi lançado em profundidade, a defesa do Goiás pediu impedimento e o atacante ficou sozinho para finalizar, mas tentou encobrir o goleiro Renan e acabou jogando por cima do gol.

Diante do cenário, Ricardo Drubscky resolveu mudar a forma de o Goiás jogar. Aos 20 minutos, promoveu as entradas dos atacantes Bruno Mineiro e Ramon nas vagas do volante David e do meia Esquerdinha, respectivamente, e empurrou a sua equipe para frente.

As alterações deram resultado e bastaram dois minutos para o Goiás chegar ao empate. Aos 27, após boa troca de passes, Erik recebeu na entrada da área e chutou cruzado, sem chance de defesa para o goleiro Roberto Fernandez. No ataque seguinte do time goiano, cruzamento da intermediária direita encontrou Bruno Mineiro, que cabeceou sem força, mas fora do alcance do arqueiro do Vitória.

O Vitória ainda tentou pressionar no final, mas não chegou a levar perigo para o gol de Renan. "Foi uma pena, eles tiveram duas chances e fizeram dois gols, mas o futebol é assim", resignou-se o volante Richarlyson, do clube baiano, ao fim da partida.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 2 x 2 GOIÁS

VITÓRIA - Roberto Fernández, Nino Paraíba (William Henrique), Roger Carvalho, Kadu e Juan (Escudero); Luiz Gustavo, Richarlyson, Cáceres (Adriano) e Marcinho; Vinícius e Edno. Técnico: Ney Franco.

GOIÁS - Renan; Tiago Real, Jackson, Pedro Henrique e Léo Veloso (Lima); Amaral, David (Bruno Mineiro), Thiago Mendes e Esquerdinha (Ramon); Erik e Samuel. Técnico: Ricardo Drubscky.

GOLS - Edno, aos 3 e aos 41 minutos do primeiro tempo; Erik, aos 27, e Bruno Mineiro, aos 29 minutos do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Edno (Vitória); Tiago Real (Goiás).

ÁRBITRO - Péricles Bassols Cortez (Fifa/RJ).

RENDA - R$ 72.075,00.

PÚBLICO - 8.422 pagantes.

LOCAL - Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVitóriaEC Goiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.