Goiás vence nos pênaltis e é campeão

O Goiás sagrou-se campeão estadual neste domingo, ao vencer, nos pênaltis, o Novo Horizonte, no estádio Serra Dourada. Depois de vencer por 2 a 1 no tempo normal de jogo, o time de Goiânia venceu por 3 a 2, nas cobranças de pênaltis. O destaque da partida foi o goleiro Harlei, que defendeu três cobranças. A vitória do Goiás desmanchou o sonho de 35 anos da equipe do Novo Horizonte, do pequeno município de Ipameri, na região sudeste do Estado. No ano passado, o time foi vice-campeão, perdendo a final também para o Goiás. Depois de ter vencido a primeira partida em casa, por 2 a 1, o Novo Horizonte tinha a vantagem do empate. O Goiás entrou em campo partindo para o ataque. Embalado pela torcida, numericamente muito superior à adversária, abriu o placar aos 33 minutos do primeiro tempo, com um chute de fora da área do meia Caíco. Aos 40 minutos, o goleiro Veloso, do Novo Horizonte, pegou um pênalti cobrado por Danilo. Aos dez minutos do segundo tempo, Danilo se redimiu com a torcida do Goiás marcando o segundo gol do time esmeraldino. Rômulo descontou para o Novo Horizonte cinco minutos depois. Nas cobranças de pênaltis, Josué, Rondineli e Araújo marcaram para o Goiás. O goleiro Veloso defendeu as cobranças de Dimba e Fabão. Somente Germano e Maurício converteram suas cobranças para o Novo Horizonte. Com a vitória, os jogadores do Goiás conseguiram dar ao técnico Nelsinho Batista o título que lhe prometeram. Nelsinho foi contratado pelo Flamengo e se apresenta ao clube nesta segunda-feira. O técnico ajudou o Goiás a disputar a classificação para a segunda fase do Brasileirão de 2002. Quando chegou no clube, em agosto do ano passado, o time corria risco de rebaixamento.Ficha técnica:Goiás: Harlei; Cleber, Fabão, Renato, Rondineli; Josué, Marabá, Caíco (Alcione) e Danilo; Dimba e Araújo. Técnico: Nelsinho Batista.Novo Horizonte: Veloso; Gaúcho, Rodrigo, André e Luciano; Batista, Edinho, Zezé e Oscar (Alexandre Goiano); Rômulo e Maurício. Técnico: Március Fleury.Gols: Caíco, aos 33 minutos do primeiro tempo; Danilo, aos 10 minutos e Rômulo, aos 16 minutos do segundo tempo.Árbitro: Mauro Queiroz. Cartões Amarelos: Batista, Alexandre Goiano, Rodrigo, André e Dimba.Público: 17.580 pessoas. Renda: R$ 88.820,00.Local: Estádio Serra Dourada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.