Twitter / @goiasoficial
Twitter / @goiasoficial

Goiás vence, ultrapassa Bahia e segue brigando por vaga na Libertadores

Jogo foi movimentado e terminou com placar de 4 a 3 para o time da casa

Redação, Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2019 | 18h10

Em confronto direto na luta por uma vaga dentro do novo G-8, o Goiás manteve vivo o sonho de disputar a próxima edição da Copa Libertadores, ao derrotar o Bahia pelo placar de 4 a 3, neste domingo, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time esmeraldino ultrapassou o Bahia na tabela de classificação e foi para 46 pontos, ainda com possibilidade de disputar a Libertadores. Já o Bahia, com 44, conheceu seu oitavo tropeço consecutivo no torneio.

O ímpeto do Goiás chamou a atenção no primeiro tempo. O time tomou a iniciativa logo nos minutos iniciais e teve um gol anulado logo de cara. Rafael Moura foi flagrado em posição irregular. No entanto, aos nove minutos, Leandro Barcia impediu que a bola saísse pela linha de fundo e cruzou para o He-Man, que mergulhou para abrir o marcador.

O lado esquerdo do Bahia foi o caminho utilizado pelo Goiás. Em nova jogada pelo setor, Leandro Barcia fez o que quis e cruzou. Rafael Moura deu o passe e Michael ampliou. Logo depois, o mesmo atacante ajeitou para Thalles, que mandou no travessão do goleiro Douglas.

O Bahia tentou diminuir o prejuízo antes do apito final, conseguiu povoar o ataque esmeraldino, mas pecou muito no último passe. O time baiano sofre com a criação e não conseguiu levar perigo ao goleiro Tadeu, que praticamente só assistiu os primeiros 45 minutos de jogo.

No segundo tempo, o Goiás se acomodou com o resultado e viu o Bahia crescer. O time baiano se reencontrou em campo e diminuiu aos 13 minutos. Gilberto recebeu em velocidade, invadiu a área e chutou forte para superar Tadeu. O atacante quebrou umas série negativa de 11 jogos sem marcar.

Mas a boa fase do Bahia não durou muito. O Goiás respondeu na sequência. Aos 25 minutos, Marcelo Hermes cobrou falta na cabeça de Gilberto, que mandou no fundo das redes. E o filme voltou a se repetir. Aos 31, João Pedro arriscou de perna esquerda e acabou surpreendendo o goleiro Tadeu.

No entanto, novamente, o Goiás teve resposta imediata. No cruzamento de Yago Rocha, Leandro Barcia desviou de cabeça e Marlone fez o quarto. Após o gol, o Bahia ainda encontrou forças para fazer o terceiro, com Fernandão, mas não conseguiu evitar a derrota no Serra Dourada.

Na próxima rodada, o Goiás enfrenta o Internacional na quarta-feira, às 19h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). No mesmo dia, às 21h, o Bahia recebe o Atlético Mineiro na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).


FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 4 x 3 BAHIA

GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Marcelo Hermes; Gilberto, Léo Sena e Thalles (Marlone); Michael (Rafinha), Rafael Moura e Leandro Barcia (Kaio). Técnico: Ney Franco.

BAHIA - Douglas; João Pedro, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, Ronaldo (Nino Paraíba) e Élber; Arthur Caíke (Fernandão), Lucca (Guerra) e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

GOLS - Rafael Moura, aos 9, e Michael, aos 12 minutos do primeiro tempo. Gilberto, aos 13 e aos 25, e João Pedro, aos 31, e Marlone, aos 33, e Fernandão, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÕES AMARELOS - Michael e Rafael Moura (Goiás); João Pedro e Guerra (Bahia).

RENDA - R$ 126.335.00.

PÚBLICO - 9.850 pagantes.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.