Reprodução Twitter @goiasoficial
Reprodução Twitter @goiasoficial

Goiás vira sobre o Paysandu, mas ainda continua na zona de degola

Alex Silva e Lucão fizeram os gols da vitória por 2 a 1, em Goiânia

Estadão Conteúdo

08 Junho 2018 | 22h50

O Goiás segue tentando deixar a zona do rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e deu um passo importante nesta sexta-feira, na abertura da 10.ª rodada. O time esmeraldino recebeu o Paysandu no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, e venceu de virada por 2 a 1, se reabilitando da derrota para a Ponte Preta, em Campinas (SP).

+ Juventude bate Londrina fora e aumenta sequência invicta na Série B

Com o resultado, o Goiás chega aos oito pontos e ainda não deixa a zona do rebaixamento, mas ultrapassa CRB e Criciúma, que têm um ponto a menos e só jogam neste sábado, assumindo a 17.ª colocação.

O Paysandu, por sua vez, perdeu a oportunidade de voltar a figurar no G4 - a zona de acesso. O time paraense é o quinto colocado com 15 pontos e acumulou mais um tropeço fora de casa. Antes tinha perdido para o Criciúma por 4 a 1.

O time da casa teve a chance de abrir o placar aos 13 minutos, quando Carlos Eduardo recebeu lançamento e tocou na saída do goleiro. A bola foi parar no fundo do gol, mas a jogada já estava parada por posição de impedimento do atacante.

A resposta do Paysandu, no minuto seguinte, foi fatal. O volante Renato Augusto recebeu na entrada da área e finalizou rasteiro de primeira. O chute era defensável, mas o goleiro Marcos falhou e não conseguiu evitar o gol dos visitantes.

Aos 31 minutos, o Goiás respondeu em chute do lateral-direito Alex Silva, que desviou na defesa, traindo o goleiro Renan Rocha, para empatar a partida. E a virada saiu ainda antes do intervalo. Aos 43, Lucão recebeu na entrada da área e acertou um lindo chute no ângulo esquerdo, indefensável para Renan Rocha.

Lucão ainda teve a chance de marcar novamente, aos 17 minutos do segundo tempo, mas perdeu gol incrível. Michael bateu na trave e o rebote caiu nos pés do camisa 9, mas ele fez o mais difícil e mandou a bola por cima.

O Paysandu não conseguiu ter a mesma presença ofensiva do primeiro tempo e só passou a pressionar nos instantes finais do jogo. Mesmo assim, ainda se abriu para contra-ataques e por pouco não sofreu o terceiro gol em chute de Renato Cajá, que acertou o travessão, e em rápida escapada de Felipe Garcia, que finalizou para fora.

O Goiás volta a campo nesta terça-feira, quando enfrenta o Londrina, no estádio do Café, em Londrina (PR), pela 11.ª rodada. No próximo dia 16, sábado, o Paysandu recebe o CSA no estádio da Curuzu, em Belém.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 2 x 1 PAYSANDU

GOIÁS - Marcos; Alex Silva, David Duarte, Edcarlos e Ernandes; Gilberto (João Afonso), Giovanni e Renato Cajá; Michael (Felipe Garcia), Lucão e Carlos Eduardo (Maranhão). Técnico: Ney Franco.

PAYSANDU - Renan Rocha; Maicon Silva, Edimar, Douglas Mendes (Perema), Diego Ivo e Carlinhos; Renato Augusto, Alan Calbergue (Moisés) e Thomaz; Claudinho (Dionathã) e Cassiano. Técnico: Dado Cavalcanti.

GOLS - Renato Augusto, aos 14, Alex Silva, aos 31, e Lucão, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos, Alex Silva, Edcarlos e Carlos Eduardo (Goiás); Edimar, Perema, Maicon Silva, Thomaz e Claudinho (Paysandu).

ÁRBITRO - Antônio Dib Moraes de Sousa (PI).

RENDA - R$ 26.355,00.

PÚBLICO - 2.759 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.