Goiás: vitória para fugir da crise

O time do Goiás tem uma missão complicada neste sábado à tarde (16 horas). Enfrenta o São Caetano, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano, tentando evitar uma crise que parece cada vez mais perto, após três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, num desempenho que distanciou o time da zona de classificação para a Libertadores da América. "Esperamos um jogo difícil, de pegada, com marcação forte", prevê o zagueiro João Paulo, que substituirá a Renato que cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. "Nós vamos marcar forte porque o time que marcar mais e melhor definirá o jogo e nós queremos voltar a vencer", disse o zagueiro.O técnico Celso Roth promove outras mudanças na equipe que vai atuar com três zagueiros (André Dias, Cléber e João Paulo). O ala Paulo Baier (contusão no tornozelo) será substituído pelo volante Gustavo enquanto Simão entra no lugar do volante Tiago. No ataque, Roth manifestou dúvida na escalação de Jorge Mutt ou Douglas em substituição a Leandro, que cumpre suspensão automática."Estamos sem cinco dos titulares e isso é preocupante, mesmo sabendo que estas ausências uma hora ou outra iria acontecer", avaliou o zagueiro André Dias. "O Fabrício é um jogador alto e protege bem a bola, e vamos ter atenção na bola parada porque o time deles (São Caetano) tem muitas qualidades".ROUPA SUJA - O time do Goiás viajou depois de começar a lavar a roupa suja. Após três derrotas seguidas para Flamengo (4x0), Corinthians (1x0) e Juventude (2x1), os jogadores trocam acusações entre sí enquanto o técnico Celso Roth vê o elenco cada vez mais reduzido pelas contusões e suspensões.O atacante Leandro disse que nem todos os jogadores "fazem um esforço" para a equipe vencer em campo, fazendo crer que alguns dos titulares perderam rendimento técnico por freqüentarem a noite. O goleiro Harlei reagiu: "Eu não vou andar atrás de ninguém", disse ele. "Eu sei de mim e sei que estou em casa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.