Rodrigo Coca/Corinthians
Rodrigo Coca/Corinthians

Gol ajuda Luan a diminuir a pressão sofrida no Corinthians desde a final do Paulistão

Atacante marcou o gol de empate com o Fortaleza e foi abraçado por todos os jogadores

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2020 | 23h56

Se o empate com o Fortaleza não foi um bom resultado para o Corinthians, o belo gol marcado pelo time de Parque São Jorge aliviou um pouco a crise particular que vive o atacante Luan, muito criticado por parte da torcida, principalmente por não ter batido pênalti na final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras.

"Eu tento me dedicar ao máximo para dar o meu melhor ao Corinthians. Toda vez que entrar em campo vou me dedicar ao máximo para ajudar o time", disse Luan, cumprimentado por todos os companheiros, inclusive pelo goleiro Cássio, que atravessou todo gramado.

"A gente precisava do resultado, a comemoração foi para buscarmos logo o segundo gol", disse o camisa 7, que chegou a acertar o travessão do Fortaleza, antes de empatar o jogo, logo após entrar em campo no início do segundo tempo.

Para o clássico contra o São Paulo, o técnico Tiago Nunes vai poder contar com todo o elenco. Não há jogadores no departamento médico e o único pendurado com dois cartões amarelos era o volante Gabriel, que não atuou nesta quarta-feira à noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.