Gol contra no final salva a Ponte

Com um gol contra marcado pelo zagueiro Adriano aos 45 minutos do segundo tempo, a Ponte Preta conseguiu empatar com o Atlético Mineiro por 3 a 3, neste sábado à noite, no Estádio Majestoso, em Campinas (SP), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times têm quatro pontos, mas o time mineiro lidera, com a Ponte ficando em terceiro lugar e mantendo a invencibilidade sobre o adversário em competições nacionais.O jogo foi bastante movimentado e no finalzinho o Atlético-MG levava vantagem, contando com a ajuda da sorte. Mas aos 45 minutos, o goleiro Danrlei, de camisa listrada e com o número 13 nas costas, saiu errado no cruzamento, permitindo a cabeçada de Rafael Santos. A bola tocou na trave e na volta bateu na cabeça de Adriano e entrou. Um lance raro. "Foi uma infelicidade, porque vinha acompanhado a bola. Só que ela bateu rápido na trave e veio para cima de mim", explicou o vilão da noite.Os dois times começaram posicionados de forma parecida, com três volantes de marcação. A diferença é que os atleticanos, além de marcar, ajudavam no apoio e permitiam os avanços dos dois laterais. O Galo entrou mais ligado, explorando os contra-ataques e contou com a sorte para marcar o primeiro gol aos 17 minutos. Rubens Cardoso fez o cruzamento do lado esquerdo e Euller errou o chute de esquerda, mas a bola tocou em sua perna direita e entrou: 1 a 0.Na base da disposição, a Ponte equilibrou as ações e empatou aos 31 minutos, quando Kahê lançou Roger em velocidade, ele bateu cruzado e a bola ainda passou entre as pernas do goleiro Danrlei. O time campineiro terminou o jogo melhor, mas o empate parcial foi justo.Logo no minuto inicial do segundo tempo, o zagueiro André Luiz, de maneira infantil, cometeu pênalti em cima de Kahê. Na cobrança, Roger deslocou Danrlei, que caiu para o lado esquerdo enquanto a bola entrou do seu lado direito. Era a virada da Ponte Preta. O time campineiro continuava melhor em campo, criando boas chances mas sofreu o empate aos 22 minutos numa cobrança de falta de Rodrigo Fabri que encobriu a barreira.O jogo continuava movimentado, mas o que o pequeno público presente no Majestoso não esperava era o novo gol do time mineiro. Após a cobrança de escanteio, Walker nem precisou subir para desviar de cabeça, com a bola, caprichosa, ainda tocando na trave antes de entrar aos 29 minutos.O técnico Osvaldo Alvarez tentou colocar seu time no ataque com as entradas dos atacantes Gabriel e Izaías, respectivamente, nas vagas de Carlinhos e Kahê. Num lance ocasional, aconteceu o empate aos 45 minutos, deixando o placar extremamente justo.Na terceira rodada, no sábado, a Ponte volta a jogar em casa diante do Paysandu. O Atlético-MG receberá, domingo, o Brasiliense, no Mineirão. Antes, quarta-feira, pela Copa do Brasil, enfrentará, em Belo Horizonte (MG), o Ituano, em jogo de volta pela terceira fase. Em Itu (SP) houve empate sem gols.Confira a classificação, os resultados e a próxima rodada do Campeonato Brasileiro 2005.

Agencia Estado,

30 de abril de 2005 | 20h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.