Gol de bicicleta anima Adriano Chuva

O atacante Adriano Chuva vive situação inusitada no Palmeiras. Mesmo tendo sido indicado pelo técnico Jair Picerni, ainda não conquistou a posição de titular. Só começou o jogo-treino de sábado contra o Niigata na Academia de Futebol (vitória do Palmeiras por 3 a 0) porque o colombiano Munõz está servindo a Seleção Colombiana, que dia 18 enfrenta Honduras. Chuva, no entanto, acredita que o gol de bicicleta que marcou contra a equipe japonesa possa mudar sua situação no clube. "Acho que esse fato deve me ajudar na busca por um espaço aqui. Só vou conseguir pegar ritmo jogando, tendo com uma boa seqüência de jogos."O atacante acredita, no entanto, que a boa aceitação que teve ao chegar ao Parque Antártica indica que tornou-se peça importante para o grupo. "É mais fácil pegar confiança quando as pessoas que estão à sua volta gostam de você. Mas o segredo é manter a concentração o tempo todo porque a oportunidade de jogar vai aparecer a qualquer momento. Acho que até agora, nos poucos minutos que em que disputei partidas oficiais pelo Palmeiras, não decepcionei. Mas ainda vou me soltar muito e lutar para fazer o nome."Chuva, com a experiência de quem enfrentou o Palmeiras várias vezes no ano passado vestindo a camisa do Sport, também acredita que a equipe continua sendo difícil de ser batida. "O Palmeiras é um time rápido, que tem uma grande força no contra-ataque e sabe aproveitar os erros cometidos pelos adversários."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.