Gol de Ricardinho derruba santistas

Aos 48 minutos do segundo tempo, quando a torcida do Santos já comemorava a classificação para a final do Campeonato Paulista, o meia corintiano Ricardinho, até aquele momento apagado no jogo, resultado da forte marcação que sofreu do colombiano Rincón, literalmente levantou o Morumbi. Com um gol de perna esquerda, da entrada da área, no último lance do jogo, ele mudou completamente a história da partida e garantiu o Corinthians em mais uma decisão.O que se viu em campo foram reações de profunda emoção. Do lado corintiano, os jogadores e membros da comissão técnica invadiram o gramado e gritavam como se tivessem ganhado o título. Ricardinho, o herói, ajoelhou na entrada da área e, beijando o distintivo, agradecia aos céus pelo momento. "Nossa equipe não tem heróis. Ou melhor, todos são heróis, pois me possibilitaram marcar esse gol decisivo", afirmou o meia. "O Santos é uma grande equipe, mas nós lutamos até o final, nunca desistimos." O gol de Ricardinho provocou um verdadeiro ?strike? nos jogadores santistas. Pelo menos cinco deles despencaram no gramado ao perceber que o chute do corintiano havia passado por Fábio Costa. Enquanto isso, outros choravam compulsivamente. Cabia ao experiente, e cansado, Rincón consolá-los.Na saída do campo, em meio a dezenas de cumprimentos, beijos e abraços que recebia, Ricardinho tentava desvenciliar-se para fazer uma dedicatória. "Quero oferecer esse gol para todas as mães do Brasil pelo dia de hoje. Principalmente para a minha, que merece muito", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.