Gol nos acréscimos dá sobrevida ao Corinthians

Um gol aos 46 minutos do segundo tempo deu sobrevida ao Corinthians na Copa Libertadores da América. O time brasileiro perdia por dois gols de diferença para o River Plate no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, e ficava em situação complicada para se classificar às quartas-de-final. Mas Xavier marcou de cabeça nos acréscimos e garantiu os 3 a 2 (a favor do time argentino) e deixou a equipe brasileira a uma vitória simples da vaga.Se ganhar por 1 a 0, na próxima quinta-feira, no Pacaembu, o Corinthians avança pelo critério de gols marcados fora de casa. O time brasileiro ainda foi prejudicado pela arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla, que anulou um gol legítimo de Tevez e expulsou Mascherano injustamente.Em campo, erros do juiz e acertos do CorinthiansO Corinthians começou melhor, se impondo ao jogo violento do River Plate. Brigador, Tevez levava vantagem sobre seus compatriotas e teve boa chance de abrir o placar aos sete minutos, quando recebeu na área mas se enrolou com a bola e foi desarmado.Mais sete minutos e Carlitos mostrou do que é capaz: recebeu perto do bico esquerdo da área, cortou para dentro e bateu forte e baixo no canto direito de Lux. Corinthians 1 a 0 e promessa de jogo tranqüilo para os brasileiros.A expectativa poderia se confirmar se o árbitro expulsasse Ferrari, que entrou de sola violentamente em Mascherano. O agressor recebeu somente cartão amarelo.Aos poucos, o River tomou conta do jogo e virou em apenas cinco minutos. Aos 25, Farias recebeu cruzamento na área e acertou uma bela puxeta no canto direito. Aos 30, Ferrari fez fila na defesa corintiana e bateu entre as pernas de Sílvio Luiz.O time argentino poderia até ter ampliado aos 38, não fosse os centímetros que separaram o chute cruzado de Ferrari do canto direito do goleiro corintiano.O Corinthians voltou mais ofensivo na etapa final, mas dando o contra-ataque ao River. Ainda assim, poderia ter empatado aos 13 minutos, quando o árbitro anulou mal um gol de Tevez em lance em que o camisa 10 recebeu da zaga argentina.Aos 21, mais Tevez no ataque: ele deixou Coelho na cara do gol e o lateral carimbou a trave esquerda de Lux. Nem deu tempo de continuar a pressão: um minuto depois, o árbitro deu o segundo amarelo a Mascherano em falta cavada por Gallardo.Com um jogador a menos, o Corinthians não conseguiu suportar o abafa do River. Aos 35, após Marcus Vinícius salvar em cima da linha, Santana completou para o gol.Tallamonti foi expulso aos 40 e Ademar Braga colocou Eduardo Ratinho e Roger nos lugares de Coelho e Ricardinho, respectivamente. Seis minutos depois, o lateral cobrou falta na cabeça de Xavier: 3 a 2 e esperança de classificação no Pacaembu.

Agencia Estado,

26 de abril de 2006 | 23h48

Tudo o que sabemos sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.